Você cuida bem da sua audição?

Data de publicação: 20/09/2019

Por, Carmen Maria Pulga
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar e a melhor forma de apreciar com prazer a música da vida
Ter os sentidos sensoriais aguçados é garantia de qualidade de vida. São eles que propiciam o nosso relacionamento com o meio ambiente. Ouvimos, enxergamos, tocamos e sentimos através desses sensores. Acontece que, ao longo da vida, acostumados a usufruir de suas habilidades, podemos descuidar desses receptores como se fossem imortais. Acredito que o ouvido seja um dos sentidos que muitas vezes negligenciamos; esquecidos de que ele qualifica uma das relações mais gratificantes entre os seres humanos: a comunicação; além de nos assegurar, é claro, o equilíbrio e orientação no espaço.
Você já parou para pensar na fantástica viagem que o som faz através do ouvido? Ele chega à porta de entrada, orifício externo, e é conduzido pelo ar até o ouvido médio. Chegando aí, ele toca três sininhos que lhe abrem passagem para chegar ao interior e se propagar através de um ambiente líquido, até alcançar a cóclea, estrutura em forma de caracol, onde é recebido pelas células receptoras. Lá, o som se transforma em sinais elétricos e é conduzido pelo nervo auditivo rumo ao cérebro. No córtex cerebral, seu amigo decodifica, por exemplo, uma pergunta e mobiliza os órgãos encarregados da resposta. Aí, tem início uma nova viagem... Maravilhoso engenho que merece todo o nosso cuidado.
Como cuidar da audição – Sendo o ouvido uma engrenagem condutora do som, ela precisa ser constantemente lubrificado, portanto, a cera de ouvido é uma autoproteção, não é sujeira e jamais deve ser tirada, a não ser em casos em que o médico julgar necessário. A limpeza deve ser correta e com muitos cuidados. Por isso, julgamos importante alertar para algumas dicas, sobretudo nos dias de hoje, em que o ambiente tecnológico se tornou tão agressivo para o ouvido:
• utilize protetores auriculares em locais de trabalho com muito barulho, como fábrica e construção civil;
• evite permanecer em ambientes fechados e barulhentos por muito tempo; o preço a pagar pode vir no futuro;
• fique longe da caixa de som em shows e festas;
• não escute música nem televisão em volumes muito altos.
• busque o silêncio pelo máximo de tempo possível, procurando descansar os seus ouvidos com períodos sem o uso de fones;
• não utilize objetos de outras pessoas, como fones e aparelhos auditivos, pois algumas substâncias podem ficar aderidas nesses objetos e transmitir infecções, comprometendo a saúde dos ouvidos.
• não utilize nenhum tipo de remédio, seja uma solução de uso tópico ou um medicamento sistêmico, sem antes consultar seu médico.
Uma doença a ser prevenida – Infecções de ouvido, causadas por bactérias e vírus, podem prejudicar a audição e causar outras complicações graves. Por isso, atenção quando houver fluidos persistentes ou infecções repetidas. Um inchaço causado por um resfriado ou alergia pode bloquear as tubas auditivas – dois canais que ligam o ouvido médio à faringe. Dessa forma, a ventilação do ouvido médio fica comprometida. Isso propicia a invasão desse espaço por vírus ou bactérias. O edema (inchaço) das tubas impede que o fluido seja drenado, tornando aquele espaço perfeito para que bactérias ou vírus proliferem, desenvolvendo-se a otite, um tipo de infecção que acomete mais as crianças do que os adultos.
Os tipos de otite variam de acordo com a parte do ouvido afetada: externa, média e interna.
Otite externa: É uma infecção que vai do canal do ouvido até a membrana do tímpano, responsável por localizar a fonte sonora e amplificá-la até a chegada ao tímpano. As otites externas geralmente ocorrem por traumas causados pelo uso abusivo de cotonetes, por exemplo, e outros objetos para coçar o ouvido – além do contato com água contaminada em mergulhos de piscina ou mar.
Otite média: O ouvido médio é uma cavidade preenchida por ar que fica atrás do tímpano e que se comunica com o nariz, por meio de um canal chamado tuba auditiva. Quadros de acúmulo de secreção no nariz, como no caso de resfriados e sinusites, podem fazer a secreção subir ao ouvido médio por meio da tuba auditiva.
Otite interna: O ouvido interno é a porção mais complexa desse órgão, onde ficam a cóclea e o labirinto, os responsáveis pela audição e pelo equilíbrio, em contato muito próximo com estruturas nobres como o nervo auditivo e o nervo vestibular. Por isso, infecções nessa região são graves e costumam causar queda na audição e tontura intensa. Felizmente elas são pouco comuns, no entanto, exigem cuidados mais intensivos. O otorrino é o médico especialista em prevenir e cuidar da saúde dos ouvidos.
Controle e prevenção – Sempre que perceber algum desconforto nos ouvidos, como zumbidos e diminuição da acuidade auditiva, procure um otorrinolaringologista para realizar uma avaliação. Idosos devem procurar o otorrino com frequência, pelo menos uma vez ao ano, para avaliar a saúde da audição. O profissional pode identificar, precocemente, alguma patologia, iniciar o tratamento e prevenir problemas futuros.
Talvez você saiba, mas é bom advertir, que doenças como diabetes, hipertensão e arteriosclerose podem prejudicar a saúde dos ouvidos. Por isso, manter um estilo de vida saudável é estar um passo à frente na manutenção de uma boa audição. A prática de exercícios físicos e uma alimentação saudável, com variedade de frutas e legumes, são caminhos de prevenção e cuidados com a saúde em geral e com nossa qualidade de vida.
Portanto, você já sabe: não abuse de altos volumes, mantenha os ouvidos limpos, visite o otorrino e inclua hábitos saudáveis em sua rotina. Siga nossas dicas e mantenha seu ouvido livre de infecções e traumas. A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar e a melhor forma de apreciar com prazer a música da vida!




Fonte: Revista Família Cristã, edição 1003, julho de 2019
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Evangelho na comunidade
A fé remove montanhas porque ela nos faz ver o que outros não enxergam, nos faz ver o invisível.
Novo espírito
Espíritos mais alertas colheram a profunda novidade do discurso do papa João XXIII em 1962
Evangelho na comunidade
Desejem as coisas celestes e não as terrestres. Nossa vida está escondida com Cristo em Deus.
Evangelho na comunidade
Se Deus colocou de graça dentro de nós seu Espírito de Amor só nos resta amar.
Papa em Aparecida
"Viemos bater à porta da casa de Maria. Ela fez-nos entrar e nos aponta o seu Filho."
Início Anterior 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados