O terceiro êxtase

Data de publicação: 06/02/2014

Padre Zezinho, scj*

"Pais contemplativos são um tesouro. Nada mais gratificante do que contemplar e ser contemplado com amor"


Avós apaixonadas são doçuras que vêm de longe. Percebo nas mães de família que conheço pelo menos três êxtases.  O primeiro foi quando decidiram que aquele homem seria o homem da sua vida e quando ele deixou claro que nunca mais haveria uma outra. Escolheram e foram escolhidas. Disseram sim ao seu chamado superior de geradoras e guardiãs da vida. Nada mais santo e profundo do que se tornar canteiro de vida e de afeto com o companheiro de toda uma vida que aceitou e conseguiu se tornar seu cúmplice; e ela, dele! Era a vida a se prolongar em cada olhar, em cada beijo, em cada êxtase e em cada sonho. Casais jovens precisam entender a mística do mergulho um no outro. Tem mais de eterno do que aparenta ter.

O segundo êxtase foi quando nasceu o filho, ou quando vieram os filhos, um depois do outro. Era a fase do êxtase criador.  “Meu Deus! Que coisa mais linda! Nasceu de nós! Que coisinha mais fofa! Sou grata a Deus porque me deu esta chance! Meu marido e eu tiramos a sorte grande! Nosso bebê é mais do que esperávamos!”. E não importa se o bebê carrega limites. E daí? Pode até haver lágrimas, mas o êxtase criador é o mesmo. Mães são cúmplices de Deus e do marido. Quando os maridos e pais também o são, a contemplação inunda aquela casa. Pais contemplativos são um tesouro. Nada mais gratificante do que contemplar e ser contemplado com amor. 

Cuidados bem dosados "O terceiro êxtase é o das avós. Mergulham em cheio na gestação das filhas ou noras e sua cumplicidade se enche de mel. As filhas, ou noras, em alguns casos precisam até disputar o primeiro lugar na vida dos filhos, tal o encanto e o enlevo de algumas dessas avós. Cuidados de avó, maduros, sábios e bem dosados só podem fazer bem ao filho, à filha, à nora e, principalmente, aos netos e netas. Mães serenas que se tornam avós parecem mangueiras feridas pelo machado dos anos. Frutificam de maneira impressionante. É gratificante tê-las por perto. Suavizam os mistérios da vida.

Gosto de ver avós em êxtase e em cumplicidade que não interfere... São colos experientes. Bom para os filhos, bom para as filhas e noras, bom para os netos! Deus as conserve serenas, suaves e fortes! Não é isso o que se espera das avós?

*Escritor, compositor e cantor.

                                                           




Fonte: Família Cristã 908 - Ago/2011
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

A Amizade
A Amizade é uma das mais comuns relações que os seres humanos experimentam
Juventude nada cega
Dois jovens deficientes visuais defendem seus direitos apostando na informação e na solidariedade
Música de rua
O músico Denis Guilherme tem 25 anos, um violão e o sonho de levar cada vez mais música e esperança
Educação à prova
Proposta de reforma do Ensino Médio faz repensar a urgência de se repensar a educação no País
Em busca da realização
Nós temos quatro grandes aspectos na vida: pessoal, afetivo, social e profissional.
Início Anterior 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados