Formação Litúrgica

Data de publicação: 24/02/2014

Frei Luiz S. Turra, ofm cap. *

Para quem deseja se situar e se familiarizar, sempre é bom começar por esclarecer o sentido da palavra Batismo. Sua origem se encontra na língua grega: baptizo, que significa “imergir, banhar”. Daí o Batismo entendido como “imersão, banho”. Mesmo entendido de modo diferente da visão cristã, seja no âmbito das religiões pagãs, como no judaísmo, o Sacramento do Batismo traz em seu conceito e sua prática a intenção e a ideia da purificação, da regeneração e do novo. “À lei da pureza” (Lv 11-16), segue-se imediatamente a “lei da santidade”. “Sede santos porque eu sou santo” (Lv 11, 44; 19,2; 21,8).

Cristo institui o Batismo? − Não vem ao caso entrar no mundo das leis quando nos referimos a Cristo e à instituição do Batismo. O que importa é o critério da “vida nova n’Ele, por Ele e para Ele”. A Igreja nunca efetivou grandes defesas doutrinárias em torno da instituição do Batismo. Sempre lhe foi suficiente ficar na primeira tradição. Importa lembrar que:

a) Cristo colocou como condição necessária para o Reino: “Se alguém não nascer da água e do Espírito Santo, não poderá entrar no Reino de Deus” (Jo 3,5);
b) Jesus reúne discípulos, dando-lhes o Batismo (cf. Jo 3,22);
c) Jesus promete aos apóstolos um outro “Batismo, próximo, no Espírito Santo” (At 1,5);
d) Jesus Cristo ordena depois da ressurreição: “Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer já está condenado” (Mc 16,16). “Ide e fazei de todos os povos meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28,16-20; Mc 16,15-16).

O Batismo cristão − Algo novo acontece com o Batismo cristão, cuja referência é o próprio “autor do Batismo”, Jesus Cristo. “Do coração aberto de vosso Filho, fizestes brotar o Sacramento do Batismo, primeira Páscoa dos fiéis, porta de salvação eterna, começo da vida em Cristo, fonte de nova humanidade” (Prefácio do Batismo, Missal romano).

O Batismo é a porta de entrada e o primeiro dos sacramentos da iniciação cristã. É o sacramento original. Quem mergulha no Mistério Pascal da morte e da vida de Jesus Cristo começa a ser parte de seus membros vivos na comunidade eclesial. Neste mergulho batismal, somos chamados a deixar para trás a terra da escravidão do Egito e nos pôr a caminho da terra prometida. “Este sacramento é chamado o banho de regeneração e de renovação do Espírito Santo” (Tt 3,5).

O Sacramento do Batismo é o verdadeiro fundamento da existência cristã. “Ninguém pode colocar outro fundamento diferente daquele que já foi colocado: Jesus Cristo. Se alguém edifica sobre este fundamento com ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, ou palha, a obra de cada um aparecerá. No dia do julgamento, a obra de cada um ficará conhecida” (1Cor 3,11-13).

O Batismo na Igreja −
No mandamento de Jesus está condensada a missão essencial da Igreja: proclamar o Evangelho a toda criatura e batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. A prática da Igreja sempre foi batizar, conforme a ordem de Jesus Cristo: “Ide”. Nesta ordem, não está apenas um envio. Ele garante a presente ordem junto aos seus.

O Concílio Vaticano II retoma esta realidade básica da vida cristã: “Para levar a efeito obra tão importante, Cristo está sempre presente em sua Igreja, sobretudo nas ações litúrgicas... Presente está pela sua força nos sacramentos, de tal forma que, quando alguém batiza, é Cristo mesmo que batiza” (SC, Sacrosanctum Concilium, 7,20).

O Batismo não é só o sacramento conferido pela Igreja, mas é o próprio Batismo que vai edificando a Igreja no mundo. Em Pentecostes, após o discurso de Pedro, confirma-se esta realidade: “Ouvindo isto, sentiram o coração transpassado e perguntaram a Pedro e aos apóstolos: ‘Irmãos, o que devemos fazer’? Pedro respondeu: ‘Convertei-vos, e seja cada um de vós batizado em nome de Jesus Cristo, para a remissão dos pecados. E recebereis, então, o Espírito Santo’ (...) Eles, acolhendo sua palavra, receberam o Batismo. E, naquele dia, foram agregados mais ou menos três mil pessoas” (At 2,37-38.41)

* Frei Luiz S. Turra pertence à Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.


Perguntas

1. Qual é o significado da palavra Batismo?

2. O que tem a ver Cristo com o Batismo e o Batismo com Cristo?

3. O que tem a ver a Igreja com o Batismo e o Batismo com a Igreja?




Fonte: Família Cristã 910 - Out/2011
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados