Paulo VI e Atenágoras

Data de publicação: 16/04/2014

Jornal L' Osservatore Romano

Há 50 anos o papa Paulo VI visita a Terra Santa e se encontra com o patriarca ortodoxo Atenágoras
 
Às 21h30 de 05 de janeiro de 1964 na Delegação Apostólica em Jerusalém tem lugar o primeiro encontro com o Patriarca de Constantinopla. A entrevista - postada por Daniel Ange ("Paulo VI, uma relação profética", 1979) e recentemente revivida por Alfredo Pizzuto ("Paulo VI na Terra Santa", 2012) - era para ser confidencial, mas foi filmada e gravada por microfones da Rai por um engano dos técnicos que pensaram que eles estivessem desligados.

PAULO VI:
Quero expressar toda a minha alegria, toda a minha emoção. Na verdade, eu sinto que este é um momento em que vivemos na presença de Deus.

Atenágoras:
Na presença de Deus, repito, na presença de Deus.

PAULO VI:
E eu não tenho outro pensamento, como eu lhe falo, para falar com Deus.

Atenágoras:
Estou profundamente comovido, Santidade! Eu fico com lágrimas nos olhos.

PAULO VI:
Como este é um verdadeiro momento de Deus, temos de viver com toda a intensidade, toda a justiça e todo o desejo...

Atenágoras:
Vá em frente...

PAULO VI:

Para avançar... nos caminhos de Deus. Vossa Santidade tem alguma indicação, algum desejo que eu possa realizar?

Atenágoras:
Nós temos o mesmo desejo. Quando eu soube pelos jornais que Vossa Santidade havia decidido visitar este país, eu tive imediatamente a ideia de expressar o desejo de conhecê-lo aqui e senti a certeza de que eu teria a resposta de Vossa Santidade...

PAULO VI:
Sem dúvida...!

Atenágoras:

Sim... porque eu confio em Vossa Santidade. Eu vos vejo - sem bajulação -, nos Atos dos Apóstolos. Eu vos vejo nas cartas de São Paulo, de quem tendes o nome ; Eu vos vejo aqui ...

PAULO VI:
Falo-vos como a um irmão, sabei que eu tenho a mesma confiança em vós...

Atenágoras:
Eu acho que a Providência escolheu Vossa Santidade, para abrir o caminho de sua...

PAULO VI:
A Providência nos escolheu para nos entendermos.

Atenágoras:
Tantos séculos passaram até este grande dia... Que alegria neste lugar, que alegria no Santo Sepulcro, que alegria no Gólgota, que alegria na estrada que o Senhor antes de nós percorreu...

PAULO VI:
Estou assim, tão repleto de impressões, que vou precisar de muito tempo para fazer emergir e interpretar toda a riqueza de emoções que me animam. Quero, no entanto, aproveitar este momento para assegurar-vos a absoluta lealdade com a qual sempre me dirigirei a vós.

Atenágoras:
A mesma coisa da minha parte.

PAULO VI:
Jamais vos esconderei a verdade...

Atenágoras:

E eu sempre terei confiança...

PAULO VI:
Eu não tenho nenhuma intenção de desiludir-vos, de tirar proveito da vossa boa vontade. Nada mais desejo que trilhar o caminho de Deus.

Atenágoras:
Tenho absoluta confiança em Vossa Santidade.

PAULO VI:
Vou me esforçar sempre...

Atenágoras:
Eu estarei sempre ao vosso lado.

PAULO VI:
Vou me esforçar sempre para merecer isso. Quero que Vossa Santidade saiba que, a partir deste momento, eu nunca deixarei de rezar, todos os dias, por vós e pelas intenções comuns que nós temos para o bem da Igreja.

Atenágoras:
Foi-nos dado o dom deste grande momento; portanto, nós estaremos juntos. Vamos caminhar juntos. Que Deus... Santidade, o Papa enviado de Deus... com um grande coração. Sabe como vos chamo? O megalòcardos, o Papa com um coração grande!

PAULO VI:

Somos apenas instrumentos humildes.

Atenágoras:
Assim devemos ver-nos.

PAULO VI:
Quanto mais formos pequenos, mais seremos instrumentos; Isso significa que a ação de Deus deve prevalecer, que ela é a norma de todas as nossas ações. De minha parte, continuo dócil e desejo ser o mais obediente possível à vontade de Deus. Ser o mais compreensivo possível para com Vossa Santidade, vossos irmãos e vosso ambiente.

Atenágoras:
Eu acredito, eu não preciso perguntar, eu acredito.

PAULO VI:
Sei que é difícil; Eu sei que há suscetibilidades, uma mentalidade...

Atenágoras:
Que há uma psicologia...

PAULO VI:
Mas também sei...

Atenágoras:
De ambos os lados...

PAULO VI:
Isso ... há uma grande justiça e o desejo de amar a Deus, para servir a causa de Jesus Cristo. É sobre isso que eu coloquei a minha confiança.

Atenágoras:
Por isso também eu coloco a minha confiança. Juntos, juntos .

PAULO VI:
Eu não sei se este é o momento. Mas vejo aquilo que se deveria fazer, ou seja, estudar juntos ou delegar alguém...

Atenágoras:
De ambos os lados...

PAULO VI:
E eu gostaria de saber qual é o pensamento de Vossa Santidade, de vossa Igreja a respeito da Constituição da Igreja. É o primeiro passo...

Atenágoras:

Vamos seguir vossas opiniões.

PAULO VI:
Eu vou  dizer-vos o que eu penso ser certo, derivado do Evangelho,da vontade de Deus e da Tradição autêntica. Vou expressá-lo. E se houverem pontos que não coincidam com o vosso pensamento acerca da Constituição da Igreja...

Atenágoras:

Eu vou fazer o mesmo...

PAULO VI:

Dialoguemos, vamos procurar encontrar a verdade...

Atenágoras:
A mesma coisa da nossa parte e tenho certeza de que estaremos sempre juntos.

PAULO VI:
Espero que isto provavelmente será mais fácil do que pensamos.

Atenágoras:

Faremos tudo o que pudermos.

PAULO VI:
Há dois ou três pontos de doutrina em que houve, de nossa parte, uma evolução, devido ao avanço dos estudos. Exporemos a razão para esta evolução e a submeteremos à vossa consideração e de vossos teólogos. Nós não queremos inserir nada de artificial, de acidental naquilo que acreditamos ser o pensamento autêntico.

Atenágoras:
No amor de Jesus Cristo.

PAULO VI:
Outra coisa que poderia parecer secundária, mas que ao contrário, tem a sua importância: para tudo o que se relaciona à disciplina, as honras, as prerrogativas, estou disposto a ouvir o que Vossa Santidade acredita ser melhor.

Atenágoras:
A mesma coisa da minha parte.

PAULO VI:
Nenhuma questão de prestígio, de primazia, a não ser aquela estabelecida por Cristo. Mas absolutamente nada que trate de honras e privilégios. Vamos ver o que o Cristo quer de nós e cada um assume a sua posição; mas sem qualquer ambição humana de prevalecer, de ter glórias e vantagens. Mas de servir.

Atenágoras:
Como para vós, isso me é desejado do fundo do coração...

PAULO VI:

Mas... para servir.

Jornal L' Osservatore Romano, 4 de janeiro de 2014.
Tradução livre do italiano: FC/redação




Fonte: L'Osservatore Romano
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados