Evangelho

Data de publicação: 19/03/2015



Ano B – 22 de março de 2015

5º Domingo da Quaresma

Jr 31,31-34 − Concluirei uma nova aliança
Sl 51 − Criai em mim um coração que seja puro
Hb 5,7-9 – Cristo tornou-se causa de salvação eterna
Jo 12,20-33 − Quem se apega à sua vida, perde-a

 “Queremos ver Jesus”, foi o que alguns gregos disseram a Filipe na festa da Páscoa em Jerusalém. Filipe falou com André, seu constante companheiro de ministério, e ambos foram falar com Jesus. Jesus estava sendo procurado por muita gente e agora chegam estes pagãos que aceitaram o judaísmo, ou judeus de origem grega que querem ver Jesus. Era mera curiosidade? Tinham ouvido falar dele e se interessaram por ele e seus ensinamentos? Na resposta dada aos dois apóstolos Jesus diz que vai atrair todos a ele quando for elevado da terra porque então o mundo será julgado e o chefe deste mundo será expulso. Jesus não é objeto de curiosidade nem se expõe nas vitrines do mundo. Quem quiser vê-lo, vai vê-lo crucificado. Para produzir fruto, o grão de trigo que cai na terra precisa morrer. Jesus aceita perder a sua vida para recuperá-la depois, na sua ressurreição. Quem quer vê-lo e segui-lo estará onde ele estiver, tanto nesta terra quanto na eternidade. Satanás, com quem Jesus se defrontou no deserto, será expulso, não, porém, sem que se trave uma batalha. Jesus se angustia, deseja livrar-se dessa hora, mas permanece firme porque se trata de glorificar o nome do Pai.
Esta é a história do nosso batismo, cujos compromissos queremos renovar na vigília da Páscoa juntamente com aqueles que serão batizados. Alguém nos falou de Jesus e quisemos vê-lo. Não podemos vê-lo com os olhos do corpo, mas o vemos com os olhos da fé esperando um dia poder vê-lo na visão da glória. Decidimos seguir Jesus com firmeza permanente e entusiasmo. Como o grão de trigo que cai na terra e morre para produzir frutos, entramos nas águas, morremos para as obras do demônio e saímos nova criatura, que já não pode morrer. A partir de então vivemos para glorificar o nome do Pai, o que não se faz sem as angústias da luta contra satanás que leva ao pecado e introduz a morte na história humana. A partir de então nossa vida consiste em mostrar que o chefe deste mundo foi expulso, que a morte já não tem poder de destruição; ao contrário, na morte, o grão caído por terra produz muito fruto.
Que serviço podemos prestar à humanidade, uma vez que existimos para servir? Anunciar Jesus Cristo para que todos queiram vê-lo, sem dúvida alguma, e em primeiro lugar. No entanto, como diz Paulo aos tessalonicenses, nosso trabalho evangelizador não pode estar contaminado com o “dolo”, que é a astúcia. Não podemos anunciar Jesus Cristo enganando as pessoas. Ele atrai a todos quando está na cruz. Quem o aceita e é nele batizado recebe a força do Espírito para superar a angústia, todas as angústias que nos sobrevêm nesta vida. Não seguimos Jesus para ter vida fácil e sem problemas. Não vendemos ilusões. Apresentamos Jesus crucificado e ressuscitado. Prestamos serviço quando ajudamos as pessoas a terem a Lei do Senhor impressa em seu coração. Essas pessoas não vão olhar para fora, para os mandamentos esculpidos na pedra, para os textos sagrados, para os documentos da Igreja. Que olhem para o seu coração e digam a si mesmas o que querem da vida, explicitem uma opção que seja fundamental em sua vida porque do coração brotam os projetos bons e maus. Prestamos serviço ajudando as pessoas a saberem tratar com o sofrimento seu e dos outros.

Leituras e Salmos (23 a 28 de MARÇO)
2ªf.: Dn 13,1-9.15-17.19-30.33-62; Sl 22, 1-3a. 3b-4. 5. 6 (R. 4a); Jo 8,1-11
3ªf.: Nm 21,4-9; Sl 101, 2-3. 16-18. 19-21 (R. 2); Jo 8,21-30
4ªf.: Is 7,10-14; 8,10; Sl 39(40),7-8a.8b-9.10,11 (R. 8a.9a); Hb 10,4-10; Lc 1,26-38
5ªf.: Gn 17,3-9; Sl 104, 4-5. 6-7. 8-9 (R. 8a); Jo 8,51-59
6ªf.: Jr 20,10-13; Sl 17, 2-3a. 3bc-4. 5-6. 7 (R. Cf. 7); Jo 10,31-42
Sáb.: Ez 37,21-28; Jr 31, 10. 11-12ab. 13 (R. Cf. 10d); Jo 11,45-56




Fonte: Familia Crista ed. 950/fevereiro de 2015
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Revista Família Cristã - Edição de Abril de 2013
Na terça-feira, 12 de março de 2013, 115 senhores vindos de vários cantos do mundo se encontraram e se fecharam na Capela Sistina, em Roma, para escolher o 266º sucessor de Pedro como Pastor da Igreja.
Revista Família Cristã - Edição de Março de 2013
Um gesto corajoso e inesperado, o de Bento XVI. Mas não abalou a Igreja, porque é Deus que a dirige, o papa é apenas “um simples e humilde operário na vinha do Senhor”, como ele disse logo após a sua eleição, em 19 de abril de 2005.
Revista Família Cristã - Edição de Fevereiro de 2013
Ao sentar para escrever este texto, veio-me à mente o modo como meus pais educaram e formaram a mim e meus irmãos na fé cristã, na Igreja Católica. Em particular fiz memória de como vivíamos o período da Quaresma e com muita intensidade a Semana Santa.
Revista Família Cristã - Edição de Janeiro de 2013
Caso o leitor esteja lendo isto, dê-se por feliz. Porque contrariando algumas expectativas que circularam intensamente em 2012, o mundo não acabou! E isso vale dizer: ganhamos outra chance, em 2013, de viver em um mundo melhor. Tudo bem...
Edição de Novembro de 2012
“É morrendo que se vive para a vida eterna.” Neste mês em que grande parte do mundo ocidental celebra o Dia de Todos os Santos e, não por acaso, também o Dia de Finados, não há como deixar de recorrer a esse verso da Oração de São Francisco de Assis...
Início Anterior 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados