Evangelho na Comunidade

Data de publicação: 07/03/2014

Cônego Celso Pedro da Silva*
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Ano A – 9 de março de 2014
1º Domingo da Quaresma


Gn 2,7-9; 3,1-7 – Criação e pecado dos primeiros pais.
Sl 50 (51) – Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar.
Rm 5,12.17-19 – Onde se multiplicou o pecado, aí superabundou a graça.
Mt 4,1-11 – Jesus jejuou durante quarenta dias e foi tentado.

Jesus em situação de vulnerabilidade. No deserto, Jesus estava em situação de vulnerabilidade, sozinho e sem alimentação. A tentação veio logo em socorro da fraqueza. O diabo se aproxima e promete pão, promete glória, promete poder. Deste ponto de partida haverá uma transferência para um ponto de chegada. Você começa aqui, passa por ali e chega ao ponto de destino. Jesus não cai na tentação e não se deixa conduzir pelo demônio. Ele possui a força da Palavra de Deus.

Uma pessoa vulnerável ou em situação de vulnerabilidade é alguém enfraquecido, com pouca ou nenhuma defesa, presa fácil de quem quiser explorá-la em benefício próprio. Povo sem instrução, sem alimentação, sem teto, sem proteção policial, sem defesa judicial, é um povo em situação de vulnerabilidade.

O chamado Protocolo de Palermo sobre o tráfico de pessoas, em especial mulheres e crianças, aprovado e promulgado pelo Brasil em 2003 e 2004, entende por tráfico de pessoas “o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou uso da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração. A exploração incluirá, no mínimo, a exploração da prostituição de outrem ou outras formas de exploração sexual, o trabalho ou serviços forçados, escravatura ou práticas similares à escravatura, a servidão ou a remoção de órgãos”. Há necessidade urgente de “prevenir, reprimir e punir o tráfico de pessoas”. Por isso o tema da Campanha da Fraternidade deste ano.

Qual foi a conversa do demônio com os nossos primeiros pais? “A mulher viu que seria bom comer da árvore, pois era atraente para os olhos e desejável para se alcançar conhecimento.” Assim começa a conversa. Grandes promessas, todas encantadoras, bonitas e saborosas, mas enganadoras. Assim agem os fautores do trabalho escravo, da prostituição internacional, da venda de órgãos de crianças e adoções ilegais.

A humanidade toda, estabelecida numa situação de pecado, é chamada a passar para uma situação de justiça, ensina São Paulo. Na sessão plenária do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, o papa Francisco denunciou “a praga dos tráficos dos seres humanos”, chamando-a de uma “atividade ignóbil, uma vergonha para sociedades que se dizem civilizadas”, “num mundo onde se fala tanto de direitos”. Na luta contra o pecado do mundo e na busca de uma situação de justiça, é preciso promover a cooperação entre os países de origem, os de trânsito e de destino do tráfico humano.

Nós, em nossa comunidade, podemos começar tomando consciência da questão. Muitas vezes, as próprias vítimas não percebem a situação. São poucos os registros de casos e ainda não temos um banco de estatística dessa atividade criminosa. No mundo, calcula-se em milhões o número de pessoas em situação de tráfico. Quantos sofrem com o desaparecimento de alguém de sua família! Ajude as pessoas a não caírem em promessas de traficantes e use o Disque Denúncia Nacional.

*Sacerdote e professor de Sagrada Escritura




Fonte: Família Cristã 938 - Fev/2014
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
SAÚDE
A biotecnologia é uma ferramenta e, como tal, deve ser cuidadosamente examinada.
Curar com as mãos
Levar em consideração o corpo inteiro e tratar diretamente a causa do problema são as principais
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados