Evangelho na Comunidade

Data de publicação: 13/07/2014

Texto: Cônego Celso Pedro da Silva - celsopedro@uol.com.br
Arte: Sergio Ricciuto Conte - sergioriciuttoemail.it

Ano A – 13 de julho de 2014

15º Domingo do Tempo Comum

Is 55,10-11 – A Palavra produzirá os efeitos que pretendi aí enviá-la.

Sl 65 – A semente caiu em terra boa e deu fruto.

Rm 8,18-23 – A criação espera ansiosamente pela revelação.

Mt 13,1-23 – O semeador saiu para semear.

 

Jesus sai de casa e fala à multidão na beira do lago. Um semeador saiu a semear. Podia não ter saído, como podia ter saído e não ter semeado. No entanto, saiu como Jesus saiu de casa e foi à beira do lago. Saiu e foi adiante vencendo etapas até chegar à terra desejada. E semeou, porque não basta ser semeador. É preciso semear, como não basta sair e querer semear. Faz falta vencer os obstáculos, porque os sofrimentos do tempo presente não têm comparação com a glória futura, porque a criação espera ansiosa que os filhos de Deus se manifestem e a libertem da corrupção. Siga avante, semeador, e não volte atrás.

Algumas sementes caem ao longo do caminho. Vêm os pássaros e as comem. E também foram pisadas, diz São Lucas, certamente não pelas aves. Este é o primeiro obstáculo feito de animais racionais e irracionais. Irracionais são as aves e racionais, os seres humanos, se de fato o são. Estes pisam e pisam forte a inocência da semente, que não se perdeu totalmente, pois serviu de alimento aos pássaros. Outra coisa são as pisadas dos animais racionais. Que vai fazer o semeador? Sentar-se à beira do caminho e chorar a semente pisada? Lembre-se o semeador de que a semente é a Palavra que sai da boca de Deus e não volta a Deus sem ter bem sucedida a missão para a qual foi enviada. “Seca-se a erva, murcha-se a flor, mas a Palavra do nosso Deus subsiste para sempre” (Is 40,7-8). Nem todos a compreendem. Vem então o maligno e rouba o que foi semeado no coração. Por que alguns não compreendem? A Palavra anunciada não tem força para tirá-los da beira do caminho e pô-los a caminho? A Palavra tem força. Não terá força o pregador que parou, sentou-se e desistiu. A Palavra anunciada se ouve e se vê. Ouve-se nos sons, vê-se na vida de quem a prega, e da comunidade que acolhe para que o outro ande e não fique à beira do caminho.

Do mundo animal passa o semeador ao mundo mineral. Um dia dirá com o poeta: “No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho. Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra” (Drummond de Andrade). A Palavra foi acolhida com alegria, a semente chegou a brotar, mas não vingou. Instabilidade, superficialidade, sofrimento, perseguição, e a Palavra foi abandonada. E agora, semeador, o que vai fazer? Tenho que seguir adiante e pensar no que fazer com quem é de momento. Fiquei impressionado com o show, mas tudo terminou tão depressa! Faltou raiz.

O semeador não se sentou sobre a pedra. Foi adiante e se defrontou com espinhos. Era o reino vegetal, dos espinhos que afogam e sufocam a planta apenas nascida. Sobre ela caíram as preocupações do mundo com a ilusão das suas riquezas. Quem ambiciona riquezas não se comove com a audição da Palavra. Talvez se comova com a visão da Palavra encarnada picada pelo espinho, afogada e sufocada.

Homens, animais, minerais e vegetais, tudo se torna obstáculo ao semeador que andou até aqui, passou pelo tempo que ficou atrás e se defronta agora com a quarta etapa de sua existência. Talvez esteja cansado, talvez queira desistir. Se for adiante, descobrirá que a Palavra é eficaz e produz fruto. Ele avança, semeia, e a boa terra lhe produz de uma semente trinta, de outra sessenta e de outra cem. Cem por um. Queira Deus que do nosso esforço multiplicado por cem se colha um, ao menos um fruto.

  

 

Leituras e Salmos

14 a 19 de Julho

2ªf.: Is 1,10-17; Sl 49 (50); Mt 10,34 –11,1.

3ªf.: Is 7,1-9; Sl 47 (48); Mt 11,20-24.

4ªf.: Zc 2,14-17; Cânt.: Lc 1,46-55; Mt 12,46-50.

5ªf.: Is 26,7-9.12.16-19; Sl 101 (102); Mt 11,28-30.

6ªf.: Is 38,1-6.21-22.7-8; Cânt.: Is 38,10.11.12.16; Mt 12,1-8.

Sáb.: Mq 2,1-5; Sl 9B (10); Mt 12,14-21.





Fonte: Familia Crista ed. 942
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados