Mulheres

Elas que estavam chegando, chegaram e chegarão


 
Elas estavam chegando,
Chegaram e chegarão sempre.
São Cláudias, Marias,
Terezas que toda noite
E todo dia reinventam seu jeito de mulher.
São negras, brancas, mestiças;
São esposas, amantes e mães.
São bonitas, meigas, ternas;
Lutadoras e combatidas.
 
Elas chegaram
Ocupando seu espaço,
Fincando o pé e resistindo
A todos os obstáculos.
Já não é possível cruzar os braços,
Já não se pode retroceder.
 
 

São mulheres,
Não são uma ameaça.
São companheiras,
Cúmplices da mesma conspiração
Tramada nos revezes da luta.
 
 

 Elas já chegaram, sambando,
Gingando, festejando
E trazendo no seu ventre a vida.
São mulheres
Que trazem nos seus braços

A certeza de um eterno abraço
Na vitória que ainda não chegou.
São mulheres,
São esperança de um novo dia

Repleto de luz.

 
 Tigüera – poema retirado do livro “Mensagens para o ano todo” – Paulinas Editora.
 




Fonte: Família Cristã
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Dois inteiros e um casamento
No casamento, homem e mulher não são caras-metades e sim dois inteiros...
Aids e comportamento
Aparentemente a urgência do prazer, da cama e da seringa acaba sendo mais importante do que a vida.
Início Anterior 478 479 480 481 482 483 484 485 486 487

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados