BUSCA

Um rei de porte e de direito

Data de publicação: 25/12/2006

imprimir

Trailer



Inteligência, sensatez, força, esperteza, faro apurado... Não são poucos os atributos deste animal que, infelizmente, é grande vítima da cobiça do homem!

Desde pequena, Luciana Savaget tinha como animal predileto o elefante. Foi o primeiro desenho que aprendeu a fazer na vida. E até hoje a única coisa que sabe rabiscar são as orelhas e a tromba do elefante. Tamanha paixão a levou para conhecer a África, berço desse mamífero tão imponente, mas que passa a impressão de ser tão frágil e desprotegido.

Em Sua majestade, o elefante, ela conta duas histórias divertidas e ao mesmo tempo ternas sobre esse enorme e simpático paquiderme, que recuperam as antigas lendas africanas e os contos transmitidos de geração em geração na região de Shona, no sudeste de Moçambique.

Naquele pedaço do mundo, os habitantes acreditam em tudo o que é sobrenatural. Dizem que os espíritos servem para proteger as pessoas, e muitos fenômenos misteriosos são associados aos animais.

Na primeira história, descobrimos que nem sempre o leão foi o Rei dos Animais. Antes dele, a majestade era o elefante, cujas qualidades morais - como justiça, honradez e imparcialidade - são tão grandes quanto seu tamanho físico, a ponto de ser querido e respeitado por todos os demais bichos. Descreve também as tentativas do leão, o único súdito que desrespeitava o rei, de usurpar-lhe o trono.

A segunda história fala sobre como o elefante ganhou sua tromba comprida. Pobre animal... Atacado por um crocodilo, teve seu pequeno focinho espichado até ficar enorme, de um jeito tão doloroso. Mas, depois de um tempo, o que era gozação e vergonha passou a ser vantagem e motivo de inveja pelo restante da manada, quando todos descobriram como a tromba longa era útil...

Antes das duas histórias, a autora fala de curiosidades a respeito deste animal, que impressiona o homem não apenas por causa do porte e da força, mas também pelo nível de inteligência, dos mais elevados no reino animal. Não é à toa que se costuma dizer: "Essa pessoa tem memória de elefante".

Infelizmente, por causa de seus dentes grandes e curvos de marfim - um produto muito valioso para a fabricação de objetos de arte e decoração - esses bonachões do reino animal são cruelmente caçados e mortos. Não seria o caso de "boicotarmos" qualquer produto com esse material?

Sua majestade, o elefante
Paulinas Editora
Coleção
: Árvore Falante
Autora: Luciana Savaget Teixeira Leite
Ilustradora: Rosinha Campos
Formato: 18 x 23 cm
Páginas: 32
Preço: R$ 21,90
Código: 50924-8

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Malu Delmira, Irmã Sofia e J. Fátima Gonçalves
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
saladeimprensa@paulinas.com.br



Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Consciência negra se constrói com histórias e representatividade
No mês da consciência negra, a Paulinas apresenta uma série de livros inspirados e contatos do ponto de vista da África e dos africanos, contribuindo com a representatividade e com a auto-estima de afrodescendentes.

Burnout
A síndrome de 'Burnout' descreve o estado de exaustão intensa e prolongada da pessoa em relação ao seu trabalho. Entre eles, tem chamado atenção, pela sua frequência e gravidade, o complexo de desgosto, cansaço e desencanto que afeta muitos profissionais.

"Violência doméstica e familiar contra a mulher" - Um problema de toda a sociedade
Os artigos foram escritos por especialistas de diversas áreas que, a partir de sua experiência , buscam informar e orientar sobre como reconhecer um caso de violência doméstica e o que fazer.

O perfume da esperança
A obra narra a emocionante história de Paolo, um brasileiro adotado por uma família italiana, na busca por suas raízes.

Confessar... O quê? Por quê? Como?
Novo livro de padre Cleiton Viana convida você a refletir e compreender o sacramento da confissão.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados