BUSCA

O desafio de ser um para o outro

Data de publicação: 29/03/2006

imprimir

Trailer



"Sem responsabilidade não pode haver compromisso moral; sem correspondência aos outros não pode existir responsabilidade e, sem o outro, simplesmente não existe moralidade."

Em mais esta obra filosófico-teológica, Bruno Forte, um dos mais vigorosos teólogos italianos da atualidade, discute a fundamentação da ética numa época em que a passagem do fenômeno para o fundamento parece tão necessária quanto evasiva. Defende que não pode existir ética sem transcendência, que sem responsabilidade não pode haver compromisso moral; que sem correspondência aos outros não pode existir responsabilidade; e, sem o outro, simplesmente não existe moralidade.

Afirmar que não existe ética sem transcendência, segundo ele, é constatar que não há responsabilidade nem vida moral sem um movimento de saída de si para o outro. "Mas, quem sai de si fazendo cálculos com o outro e visando apenas o interesse pessoal esvazia por completo o valor da escolha moral, fazendo dela um comércio entre semelhantes", pondera Forte.
Para fazer valer sua tese em Um pelo outro, o autor dialoga com algumas das mais respeitáveis e significativas vozes que buscaram o fundamento para superar a subjetividade destruidora da ética. O longo percurso histórico de Bruno Forte se inicia em Giambatista Vico e Afonso de Ligório; passa por Immanuel Kant, Johann Sebastian Drey e Antonio Rosmini; discute a reação de Dietrich Bonhoeffer e de Romano Guardini, e, por fim, deságua na filosofia da reciprocidade de Emmanuel Lévinas, Italo Mancini e Vincenzo Vitiello.

Conclui que a base ética em nossos dias deve ser procurada na relação com o outro, no sair de si e caminhar para o outro com a única finalidade de acolhê-lo na objetividade de suas exigências e na nudez de suas indigências. Só assim se terá o início de toda ética, o alvorecer da moral entendida constituída pela desde sempre doada relação com os outros. Mas esta reciprocidade implica um aprofundamento da justiça, que precisa considerar as pessoas. E requer, sobretudo, a indispensável reverência ao outro transcendente, sem o qual não se sustenta, pois acaba afogando o indivíduo na torrente irresistível do narcisismo, que é a negação da ética.

Ao responder às grandes interrogações de nosso tempo, a obra é um subsídio indispensável para quem quer refletir sobre o comportamento ético em toda as esferas da vida pessoal e da sociedade. A ética da responsabilidade e da solidariedade apelam para a ética do dom e para a moral da graça. O que as une é o ser um pelo outro.

Título: Um pelo outro - por uma ética da transcendência
Autor: Bruno Forte
Coleção: Espaço filosófico
Preço: R$ 23,50
Formato: 15,5 x 23,0 cm
Código: 50844-6
ISBN: 85-356-1647-0

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Malu Delmira e J. Fátima Gonçalves
tel.: 11-5081-9333 - 7203-8595



Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Padre Cícero, santo dos pobres, santo da igreja
A reabilitação histórica e canônica de um dos personagens mais emblemáticos do Brasil, o padre Cícero Romão Batista, é o tema central do livro “Padre Cícero: santo dos pobres, santo da Igreja”, de Annette Dumoulin, lançamento da Paulinas Editora.

Paulo e a Igreja de Tessalônica
Livro apresenta a importância da Primeira Carta aos Tessalonicenses, escrita pelo apóstolo Paulo

E o Verbo se fez rede
Livro discute desafios e desdobramentos das religiões na era digital

Atravessando os vales da depressão
Psicanalista lança livro que ajuda a identificar e a vencer a depressão

Amor e libertação
“Amor e libertação” apresenta dicas e pistas para quem deseja desvencilhar-se de problemas não resolvidos que causam sofrimento

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados