BUSCA

É mamífero que fala, né?

Data de publicação: 20/03/2019

imprimir

Trailer


DADOS DO PRODUTO

Título: É mamífero que fala, né?
Autor(a): Vanessa de Abreu Barbosa Fernandes,Moises Chencinski
Ilustrador(a): Helena Cortez
PAULINAS - LIVROS
Coleção: Sementinha
Formato: 20,0 X 23,0
Páginas: 40
Código: 532762
ISNB: 9788535644999
Preço: R$ 31,50

RELEASE


“É mamífero que fala, né?”: livro explica às crianças a importância da amamentação
Obra busca resgatar o vínculo familiar através da leitura, trazendo informações de forma leve e divertida sobre a importância do aleitamento materno

Lançamento da Paulinas Editora, o livro “É mamífero que fala, né?”, de autoria de Moises Chencinski e Vanessa Abreu, chega às livrarias e lojas on-line com uma proposta inusitada: falar de aleitamento materno diretamente para as famílias, especialmente para as crianças, empregando uma linguagem carinhosa, cuidadosa e acessível.

Para realizar a empreitada, o pediatra e homeopata, Moises Chencinski, juntamente com a nutricionista e consultora em aleitamento materno, Vanessa Abreu, tiveram a ideia de abordar o tema de forma lúdica, fortalecendo o vínculo familiar (mãe, pai, avós, tios), que é a base da rede de apoio para a mãe que amamenta. E decidiram que a forma mais simples seria contar uma história... E por que não contar uma história para crianças, falando de algo que se aprende na escola: os mamíferos? Ilustrado pela artista plástica Helena Cortez, o livro revela o que há de comum entre todos os mamíferos de maneira belíssima e poética.

A contracapa traz um presente para o leitor: uma mensagem do pediatra e escritor Dr. Carlos González: “... as crianças crescem muito rápido. Aproveite para contar histórias, para abraçá-las e beijá-las, para ensiná-las poemas e músicas, para apreciar e ver como se divertem”.

“Cada pessoa que ler, cada um que contar essa história vai senti-la de uma forma única, especial, compartilhando, além de cultura, informação de verdade. É mais uma ação no sentido de compartilhar conhecimento sobre o aleitamento materno, agora com a base: a infância”, afirma o pediatra Moises Chencinski.

“Por que falar de amamentação com crianças? Porque mesmo o aleitamento materno sendo uma unanimidade mundial, no Brasil (e no mundo), aos 6 meses, bem menos do que 50% das crianças são alimentadas exclusivamente com o leite materno”, afirma a consultora em aleitamento, Vanessa Abreu.

Muitos fatores são conhecidos: falta de informação ou informação inadequada (palpites) nas redes sociais, amigos e familiares e até de profissionais de saúde, falta de apoio à amamentação durante o pré-natal, na maternidade e  mesmo nas primeiras consultas com o pediatra, falta de espaço na mídia para divulgação ética e constante sobre a importância do leite materno, licença-maternidade insuficiente para que ocorra aleitamento materno exclusivo, marketing abusivo das indústrias de fórmulas infantis, cultura de desmame desde a infância, quando a maioria das bonecas já vem com mamadeiras e chupetas, e muitas outras questões.

E para não ficar só esperando que “os outros” façam alguma coisa em prol do aleitamento materno, o livro “É Mamífero que fala, né?” chega disposto a reunir a família, fortalecer os vínculos, reforçar a contação de histórias e disseminar informações sobre o aleitamento materno.

Sobre os autores:

Moises Chencinski
Pai do Renato, do Danilo e casado com a Janice
Pediatra e Homeopata
Criador e incentivador do movimento #Euapoioleitematerno
Autor dos livros – “HOMEOPATIA – mais simples que parece” e “GERAR E NASCER – um canto de amor e aconchego”.

Vanessa Abreu
Mãe do Lucca, da Marcela e casada com o Marcelo
Nutricionista clínica em Ambulatório de Especialidades pela Prefeitura de São Paulo e Consultora em Aleitamento Materno
Autora do livro – “Lancheira Gostosa e Nutritiva! – Receitas saudáveis para o lanchinho escolar"

Sobre a Ilustradora:

Helena Cortez
Artista Plástica e ilustradora
Tem dois filhos e se lembra-se que fechava os olhos de amor ao amamentá-los
Ilustrou o livro colocando nas pinceladas o desejo de ver cada vez mais mães e bebês conectados pelo leite materno.

Contato para imprensa

Luciana Sales

Tel.: (11) 5081-9333 / R2544

imprensa@paulinas.com.br

 



Fonte: Sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Um parentesco divino que nos pede comprometimento de filhos
Este livro surgiu como resposta aos insistentes pedidos ao autor para que registrasse as numerosas reflexões que fazia em retiros e conferências sobre o parentesco do ser humano com o Deus revelado em Jesus: o pai, o Filho e o Espírito Santo.

De excluído a agente transformador - uma trajetória possível
A eficácia de um trabalho da Pastoral da Criança em prol da diminuição do analfabetismo em comunidades carentes da periferia de Recife levou Padre Bruno Carneiro Lira a escrever este livro, que traz subsídios e sugestões para que experiências como essa se

A arte como porta-voz da natureza em agonia
O artista polonês Frans Krajcberg é um inconformado com os crimes ecológicos. Transformar em arte a natureza morta é a forma que encontrou para defender a natureza. Seja em quadros-objeto ou fotografia, seu trabalho retratando a destruição da natureza pel

Pais-professores: sem culpa ao escolher a escola para os filhos
Que tipo de escola os pais que ensinam em escolas públicas escolhem para seus filhos? Por que rejeitam para seus filhos a rede de ensino na qual trabalham? Retrato sem retoques de nossa realidade educacional, esta obra traça um perfil dos problemas enfren

A palavra levantando poeira
Fruto de um processo quase sempre meditativo, o haicai é um gênero literário de origem japonesa que procura dizer o máximo com o mínimo de palavras. Aqui, Jorge Fernando dos Santos procura exercitar o haicai com a aguçada percepção de um arqueiro que obse

Início Anterior 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados