BUSCA

Dia Nacional da Mulher

Data de publicação: 30/04/2019

imprimir

Trailer



Sensibilizada pela dura realidade de violência que milhares de mulheres enfrentam todos os dias, a Paulinas-COMEP lança o single “Mulher é muito mais”

Sabemos que uma canção é um “quase nada” diante desta triste realidade, mas acreditamos no poder da conscientização e da sensibilização por meio da música. Esta canção quer ser a voz de inúmeras mulheres que sofrem todos os tipos de violência: moral, física, verbal, sexual. Quer gritar para os agressores e violentos, para uma sociedade machista e para os meios de comunicação, que na maior parte das vezes nos impõem uma cultura hedonista, que a mulher é muito mais que um corpo, é um ser humano com os mesmos direitos do homem. A mulher não é um objeto de prazer. Ainda que a história a tenha retratado assim, que a arte a pinte e desenhe desse jeito e tantas canções a representem dessa forma, queremos gritar mais alto que a “mulher é muito mais”. Chega de violência, intimidações, ameaças, assédios! Ninguém é dono de ninguém, todo ser humano é livre e deve ser respeitado na sua integridade e dignidade.
Assinada pela Ir. Verônica Firmino, fsp, e por Adelso Freire, “Mulher é muito mais” tem uma melodia marcante e envolvente, mesmo abordando um tema delicado. A canção traz uma letra profunda e bem construída, falando da realidade de forma sensível e provocativa, sem ser agressiva, pois o objetivo não é provocar mais violência, mas conscientizar, gerar reflexão sobre estas atitudes que ferem, provocam cicatrizes na alma e até matam.
“Mulher é muito mais” é interpretada pelas cantoras Andréia Zanardi, Dalva Tenório e Karla Fioravante (do grupo Cantores de Deus), Marília Mello, Simone Brown, Fátima Sousa, Débora Pires (Comunidade Shalom) e Bell Rocha, que  dão voz a tantas mulheres sem voz, ou que já não conseguem mais falar, denunciar, gritar por socorro. Denunciam, mas também anunciam e cantam a beleza e a grandeza de ser mulher.
“Mulher é muito mais” é um convite para todos, homens e mulheres, nos darmos as mãos e construirmos um mundo mais humano. É um convite para unirmos nossas vozes para gritar contra toda forma de violência e para sermos solidários com todas as mulheres agredidas.


 

FICHA TÉCNICA:
Letra: Ir. Verônica Firmino, fsp
Música: Adelso Freire
Produção fonográfica: Paulinas-COMEP
Direção-geral e concepção do projeto: Ir. Eliane Deprá, fsp
Produção artística: Ir. Verônica Firmino, fsp
Arranjos e prog. eletrônica: Adelso Freire
Gravação e mixagem: Alexandre Soares
Assistente de estúdio: Vanderlei Pena

Clipe
Direção e fotografia: JC Nunes
Assistente de direção: Fabi Nunes
Produtora de vídeo: Nice Pixel Entertainment
Produção e arte: Juliene Barros
Iluminação: Lucas Abib e André Kawahala
Assessoria de imprensa: Luciana Sales




Fonte: Sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Irmãs Paulinas iniciam 11º Capítulo Provincial
Irmãs Paulinas do Brasil reúnem-se em Assembleia, em preparação ao Capítulo Geral.

Natal, Luz de uma nova esperança
A campanha de Natal da Paulinas deste ano traz o tema: “Natal, Luz de uma nova esperança”. Jesus é a Luz e a Esperança de todas as nações e de todos os povos.

Tríduo de Natal na Paulinas
Aconteceu nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, na sede da Paulinas, em São Paulo, o Tríduo de Natal das Irmãs Paulinas, com os colaboradores de cada setor.

Paulinas na Bienal do Livro de Guarulhos
A Paulinas Editora marca presença na Bienal do Livro de Guarulhos 2018, com início nesta sexta-feira, 30 de novembro, e término em 9 de dezembro.

Romaria e ciranda musical marcam o encerramento do Ano do Laicato em Aparecida-SP
No dia 25/11, aconteceu em Aparecida-SP a Romaria do Ano do Laicato. Fiéis leigos e leigas de todo o País participaram em comemoração da conclusão do Ano do Laicato, que teve início em 26 de novembro de 2017, data da celebração de Cristo Rei.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados