BUSCA

Maio na Paulinas - Mãe que acolhe

Data de publicação: 02/05/2019

imprimir

Trailer



Em maio, mês dedicado à maternidade, a Paulinas traz temas especiais relacionados ao cuidado e à atenção com o desenvolvimento de um novo ser. Comemoramos a mãe que acolhe, nutre, educa e ama.
Com o tema “Mãe que acolhe”, a Paulinas celebra o amor de todas as mães que geram seus filhos no coração. Confira quatro obras sobre essa temática.
Adoção – Exercício da fertilidade afetiva
Esta obra apresenta todas as informações necessárias aos pais que desejam receber um filho em adoção, com sensibilidade e profundo conhecimento, uma vez que a autora não só é mãe adotiva de duas filhas, como também se dedica à coordenação de cursos de preparação aos pretendentes à adoção em sua cidade. Segundo a autora, não é imprescindível que crianças ou adolescentes sejam gerados biologicamente para serem amados, mas é preciso que sejam gerados psicológica e emocionalmente para que os laços de afeto – a serem estabelecidos mediante a adoção – ofereçam a segurança de que pais e filhos necessitarão. Assim, para que esse processo de “fertilidade afetiva” seja bem-sucedido, os futuros pais precisam considerar a adoção em seus múltiplos aspectos: legais, psicológicos, financeiros, familiares e sociais.

Enfrentando a infertilidade – Uma abordagem católica
Depois de ter enfrentado a infertilidade, a autora se sentiu compelida a escrever para casais católicos que passam por aquilo que ela chama de “deserto”, uma experiência especialmente dolorosa que inclui sentimentos que vão do fracasso à completa desesperança, quando os recursos disponíveis não alcançam os resultados esperados. No caso dos casais católicos, pode ser ainda mais difícil, já que muitas intervenções, como a inseminação artificial e a fertilização in vitro, não são moralmente aceitáveis de acordo com a Igreja.
A autora fala do estresse sofrido pelo casal, das decepções mensais, da sensação de isolamento diante do diagnóstico de infertilidade, da raiva contra Deus, da tristeza que a segue, da inveja reprimida pelas crianças alheias, da sensação de fracasso por não ser capaz de conceber, da via-sacra dos exames e médicos especialistas. Também fala das cobranças, dos conselhos estapafúrdios e das frases vazias de consolo. Aborda ainda as opções disponíveis em caso de outros tratamentos falharem: adoção ou simplesmente a aceitação da vida sem filhos, segundo os planos de Deus.
O livro se dirige aos casais que passam pelo problema da infertilidade, mas também pode ser muito útil a familiares, membros de grupos de apoio, agentes de pastoral e outros. É esclarecedor e oferece informação, conselhos e conforto emocional e espiritual, além de abordar aspectos mais pragmáticos, como os gastos envolvidos no tratamento médico e informações sobre o processo de adoção.

Esterilidade fecunda – Um caminho de graça
O livro apresenta relatos de diversas pessoas que passaram por essa experiência e propõe uma reflexão sobre a esterilidade e a adoção do ponto de vista teológico e espiritual, demonstrando que esse drama pode ser encarado como uma verdadeira graça, quando se dá o encontro entre um casal sem filhos e uma criança abandonada.
O caminho que conduz a esse encontro deve ser percorrido passo a passo, deixando-se iluminar pela esperança de que “em algum lugar desse mundo há alguém que está tentando chegar até mim”.
Uma obra simples e ao mesmo tempo profunda, que se destina não apenas aos casais pretendentes à adoção, mas também a familiares, amigos, assistentes sociais, psicólogos e agentes da Pastoral da Família.

O abraço de Antônio
Na obra, o menino Antônio conta a história de quando sua mãe, Rita, o procurava por toda parte, até que, finalmente, o encontrou. A primeira vez em que se viram não foi após o parto, pois Antônio não nasceu da barriga de Rita: ele foi adotado por ela. Mas, naquele primeiro abraço, Rita e Antônio sentiram a emoção e o amor do momento do nascimento.




Contato para a imprensa
Luciana Sales
Tel.: (11) 5081-9333
imprensa@paulinas.com.br




Fonte: Sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Donana e Titonho no Prêmio Jabuti
Na última quinta-feira (31/10), a Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou os cincos finalistas de cada uma das 19 categorias do prêmio, que chega em 2019 à sua 61ª edição.

Mulheres de Fé em fé
O grupo Cantores de Deus lança mais uma bela produção, quatro anos depois do CD “Mulheres em foco, força e fé”. As canções deste novo álbum são verdadeiras inspirações para recomeçar e reencontrar a alegria, a fé e a coragem para lutar.

Dia das Crianças com a Bellinha, a Ovelhinha!
No Dia das Crianças, além de brincar e receber presentes, a criançada pode aprender sobre o valor de cada pessoa. Todos merecem e querem respeito.

Santa Dulce dos Pobres pela voz do cantor e compositor Jonny Mendes
O compositor e cantor acaba de lançar o single “Santa Dulce dos Pobres”, além do clipe da música.

Livro “O menino que tinha medo, mas muito medo” é selecionado para o acervo básico FNLIJ 2019
O livro “O menino que tinha medo, mas muito medo”, escrito e ilustrado por Cláudio Martins (in memoriam), foi selecionado para o Acervo Básico FNLIJ 2019 (produção 2018), na categoria Criança.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados