BUSCA

Paulinas chega à Bienal mais plural que nunca

Data de publicação: 04/08/2008

imprimir

Trailer



Diversidade cultural e religiosa, deficiência visual, inclusão social, meio ambiente, fadas... É Paulinas atenta aos assuntos em pauta em nossa sociedade.

Ambiente, inclusão social e educacional, pluralidade cultural e religiosa, com ênfase para as culturas africana, japonesa e brasileira... Explorar temas que desafiam a sociedade contemporânea e mostrar que a editora está mais plural do que nunca são alguns dos desafios de Paulinas Editora nesta 20ª edição da Bienal do Livro de São Paulo, de 14 a 24 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Parque Anhembi, na capital.

Disposta a pelo menos repetir o sucesso da edição de 2006, Paulinas, que neste ano completa 77 anos de Brasil, se preparou para surpreender mais uma vez quem passar pelo seu estande durante os onze dias deste que é considerado o maior evento literário do País. Como grande diferencial está sua desenvoltura para tratar de temas tão distintos, circulando por segmentos diversos, de ciências humanas a ciências da religião, da educação acadêmica a livros paradidáticos, da literatura infanto-juvenil à psicologia e auto-ajuda, da teologia à saúde.

Com mais de 1,5 mil títulos em exposição em uma área de 150 metros quadrados, a editora montou uma programação para atrair a atenção de crianças, adultos, educadores, pais, professores, artistas, escolas... Para enfatizar a ampla gama de assuntos e títulos, Paulinas escolheu um tema por dia, a ser trabalhado a partir do terceiro dia do evento, a saber, ambiente, poesia em verso e prosa, cultura popular brasileira, etc.

Crianças e clássicos
No Espaço Infantil, a criançada poderá ouvir histórias, ganhar tatuagens, assistir a apresentações de danças e participar de oficinas. Para os adultos, foi reservado o Entre Letras e Idéias, espaço de debates, autógrafos e homenagens, igualmente seguindo o tema escolhido para o dia. A arte-educadora Leila Terra coordenará atividades para o público infantil. Com pequenos trechos de livros - muitos estreando no evento -, Leila promete interagir com as crianças em sessões entremeadas de narrativas, muito bate-papo, músicas, jogos em geral e objetos cênicos.

As crianças são mesmo o grande alvo de Paulina nesta edição. Tanto que escritores consagrados em literatura infanto-juvenil reservaram o evento para estréias imperdíveis: José Arrabal chega com a adaptação de três clássicos da literatura mundial: Romeu e Julieta, As aventuras de EL CID Campeador e Dom Quixote das crianças, abrindo a coleção Clássicos do Mundo.

A escritora Claudia Cotes também escolheu esta Bienal para estrear mais uma de suas obras voltadas para a inclusão social. Depois de Dorina viu na última Bienal, obra biográfica de Dorina Nowill, em tinta e braile, ela lança o terno livro Dança Down, e promete trazer muitas histórias para os visitantes mirins. Por falar em braile, a professora mineira Elizete Lisboa também tem novidades: o doce livro Firirim Finfim, e, a exemplo da edição anterior, ministrará oficinas de braile para crianças e adultos. Com apresentações de dança, Keila Ferrari Lopes trabalhará O Giro da bailarina, outro livro que tem como tema a deficiência física.

Homenagem, fadas e descontos
Noventa anos e quatro livros no prelo, a escritora Tatiana Belinky, ícone da literatura infanto-juvenil, será homenageada no espaço infantil. Sua vida e obras servirão de ingredientes para as histórias contadas por Leila. Os cem anos da imigração japonesa não passam em branco. Além de evidenciar obras como Lendas do Japão e Caleidoscópio, Paulinas preparou oficinas de origami para crianças e adultos, para tornar mais lúdicos e mágicos contos, histórias e fábulas.

Sim, porque as fadas estão de volta. Paulinas não fica indiferente ao crescente interesse pela literatura com temas mágicos e traz a professora Nelly Novaes Coelho, uma das responsáveis pela inclusão da literatura infantil na grade de letras da USP. No recém-lançado livro O conto de fadas, ela percorre o mundo da magia desde origens remotas e compõe uma obra não somente para professores, pais e estudiosos da literatura, mas também para os que já perceberam algo de novo no ar...

Por falar em professores, a editora vai lhes oferecer desconto de 20% nas compras durante o evento. Também os clientes inscritos no "Programa de Relacionamento Paulinas" poderão usufruir dos mesmos benefícios que teriam ao adquirir os produtos na loja, ou seja, acumulam pontos que se transformam em bônus de descontos. Outra novidade: os 50 títulos mais vendidos por Paulinas nos últimos meses terão descontos de 20%. Esses descontos não cumulativos.

Ecumenismo
A preocupação de Paulinas com a abertura ao diálogo entre as religiões pode ser observada nas diversas obras em exposição e nos temas propostos para debates. Por exemplo, Afonso Ligorio Soares, autor de No espírito do Abba, e Paulo Augusto de Souza Nogueira, autor de Experiência religiosa e Critica Social no Cristianismo Primitivo, conduzirão um bate-papo. A escritora e professora Maria Ângela Vilhena também marcará presença para um bate-papo sobre sua obra Espiritismos, Liminares entre a vida e a morte.


QUEM É PAULINAS
O grupo Paulinas teve seu início no Brasil em 1931 com a chegada, da Itália, da irmã Dolores Baldi e, mais tarde, da irmã Stefanina Cillario. Sua missão consiste em utilizar sempre as mais novas tecnologias da comunicação a serviço da vida, sob a ótica dos ensinamentos de Jesus nos Evangelhos - projeto concebido por Padre Tiago Alberione no início do século XX na Itália, e concretizado com a participação de irmã Tecla Merlo.

Paulinas Editora foi o primeiro dos segmentos que integram a missão de evangelização da instituição, cuja estratégia mestra é tirar o melhor proveito dos mais modernos meios e recursos da comunicação. Atenta aos progressos científicos e tecnológicos nas diferentes mídias, a organização possui hoje um catálogo com mais de 2.500 títulos, sendo reconhecida, tanto nos meios eclesial e acadêmico quanto junto à sociedade em geral, por suas publicações particularmente voltadas para a área bíblica.

Além da editora, o grupo possui rede de 28 lojas nas principais capitais, gravadora e produtora musical (Paulinas-Comep), grupos multimídia, TV, rádio e revistas (Família Cristã e Diálogo), departamento de animação e difusão de conhecimentos bíblicos (SAB - Serviço de Animação Bíblica) e departamento de formação nas áreas da comunicação e cultura (SEPAC - Serviço à Pastoral da Comunicação).

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Joana Fátima, Taís González e Roberta Molina
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
saladeimprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Parceiros 2019 - Resultado
Já escolhemos os parceiros para divulgação dos nossos produtos em 2019.

Ano Internacional das Línguas Indígenas
Em 2019, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) comemora o Ano Internacional das Línguas Indígenas. Mas o que nós, brasileiros, temos a ver com isso? Muito!

Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Uma data simbólica para chamar atenção das pessoas para uma síndrome que afeta milhões de pessoas no mundo e para a qual ainda não há muitas respostas.

Livro Donana e Titonho na Feira Internacional do Livro de Bolonha 2019
A obra Donana e Titonho, de autoria de Ninfa Parreiras e imagens de André Neves, acaba de ser selecionada pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) para compor o Catálogo da Feira do Livro de Bolonha 2019.

Paulinas Web Rádio lança novo programa inspirado nas palavras de Francisco
No mês em que papa Francisco celebra 6 anos de pontificado, Paulinas coloca no ar um novo programa: “Palavras de Francisco”. Transmitido pela Paulinas Web Rádio.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados