BUSCA

Alegria do amor – Das sementes aos frutos

Data de publicação: 13/02/2017

imprimir

Trailer


DADOS DO PRODUTO

Título: Alegria do amor: das sementes aos frutos
Autor(a): João Décio Passos
PAULINAS - LIVROS
Coleção: ECOS DE FRANCISCO
Formato: (13,5 x 21,0)
Páginas: 104
Código: 530468
ISNB: 9788535642513
Preço: R$ 15,00

RELEASE


Paulinas lança roteiro de leitura para documento papal

Livro de João Décio Passos ajuda no entendimento da Exortação Apostólica Pós-sinodal Amoris Laetitia

O livro “Alegria do amor – Das sementes aos frutos”, lançado por Paulinas Editora, faz parte da coleção Ecos de Francisco, que pretende fazer ressoar as palavras do Papa nos ouvidos, no coração e na mente dos católicos, dos cristãos, dos religiosos e também dos sujeitos sociais que vivem o amor em família.
“Alegria do amor” apresenta um roteiro para ajudar na compreensão do documento Amoris Laetitia do papa Francisco; uma contribuição para a sua recepção dentro da Igreja e, quem sabe, fora da Igreja.
Os capítulos são passos que pretendem aprofundar aquilo que está por baixo ou na superfície da Exortação Apostólica, no espírito e na letra do texto.
O conjunto da reflexão, organizada em cinco pequenos capítulos, é, desse modo, somente passagem para o documento e deseja que cada leitor chegue ao texto do Papa com mais clareza de onde ele está pisando e com mais entusiasmo para acolher as sementes da boa notícia da família que ele pretende anunciar.
O autor propõe esse caminho sabendo que existem outros. Apresenta uma interpretação sem nenhuma pretensão de que ela seja a única ou de que seja a melhor, mas oferece uma ferramenta que ajuda a construir a compreensão do leitor sobre o texto do papa Francisco.

Sobre o autor:
João Décio Passos – Doutor em Ciências Sociais, livre-docente em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e professor-associado do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião na mesma Universidade.

Sobre Paulinas:
Paulinas Editora é parte integrante do projeto apostólico da Pia Sociedade Filhas de São Paulo, instituição religiosa católica fundada pelo padre Tiago Alberione, com a colaboração de irmã Tecla Merlo, na Itália, em 1915, com o objetivo de evangelizar na cultura da comunicação. Referência de qualidade, ética e respeito pela diversidade cultural e religiosa, Paulinas Editora está presente no Brasil desde 1931 e, ao longo de sua trajetória, vem sendo reconhecida por sua atuação com inúmeras premiações, com destaque para oito Prêmios Jabuti – o mais importante prêmio literário do país, conferido pela Câmara Brasileira do Livro. Diversas obras também receberam a menção “Altamente recomendável” ou indicações ao “Acervo básico” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), entre outras distinções conferidas por associações literárias nacionais e do exterior.

Informações para a imprensa:
Luciana Sabbag
imprensa@paulinas.com.br
Tel.: 11 5081-9333 (ramal 9473)
Cel.: 11 98408-4490 (WhatsApp)


Fonte: Sala de Imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

O admirável mundo dos leigos
Se a palavra leigo, segundo os dicionários, significa o iletrado, o que não sabe, o que não pode, o que não é, esta obra demonstra exatamente o contrário: que o uso depreciativo da palavra destoa da rica realidade de homens e mulheres ao longo de mais de

Momentos de perdão e de reconciliação
A Igreja deve trabalhar e lutar para que o poder da graça de Cristo se manifeste em meio às dificuldades e fadigas dos seres humanos, em meio às suas doenças físicas e espirituais. Escrita sob o ponto de vista bíblico, histórico, teológico, litúrgico past

Aparecida - a hora da América Latina
Um dos mais importantes estudiosos dos problemas da Igreja no Brasil, o doutor em Teologia Mario de França Miranda, formula o grande desafio da V Conferência dos Bispos da América Latina e Caribe, a se realizar em Aparecida (SP), em maio: dar uma nova con

Pluralismo religioso: experiências que se somam
Como, na teologia das religiões, o cristianismo manterá a sua identidade religiosa específica, tendo Jesus Cristo como seu referencial último, numa perspectiva de abertura ao diálogo com as tradições religiosas? A pergunta norteia esta obra, que objetiva

Salvar o planeta: uma questão de sobrevivência
Do jeito como a natureza vem sendo tratada nos noticiários, parece que o predador, o poluidor, o que desperdiça a água e outros recursos naturais não tem rosto. "Alguém" polui, "alguém" depreda, "alguém" desperdiça, "alguém" queima, "alguém" destrói...

Início Anterior 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados