BUSCA

A musicalidade sem fronteiras do choro é a marca do grupo “Trinca Brasil”

Data de publicação: 04/06/2019

imprimir

Trailer



CD lançado pela gravadora Paulinas-COMEP apresenta um concerto de choro, reunindo o trio de instrumentistas Toninho Carrasqueira, Guilherme Sparrapan e Edmilson Capelupi, três dos mais expressivos músicos brasileiros, reconhecidos nacional e internacionalmente.
O CD conta com um repertório ao mesmo tempo popular e sofisticado, que pode estar presente tanto em salas de concerto como em rodas de choro. Um trabalho inspirado pela reverência a mestres que pertencem tanto ao universo do choro quanto ao da música de concerto.
O concerto de choro do grupo Trinca Brasil, além da rara beleza musical que possui, nos traz um apuro da inteligência e técnica de seus executantes. As adaptações feitas traduzem, com graça e profundidade, todo o repertório apresentado, que passeia por compositores brasileiros de música clássica, como Villa-Lobos, Guerra-Peixe e Camargo Guarnieri. Passa também por composições de músicos que transitaram pelos ambientes clássico e popular, como Radamés Gnatalli e João Dias Carrasqueira, e do chorão Álvaro Carrilho, pai de Maurício Carrilho.
O álbum traz sobre a “Canção sertaneja”, de Camargo Guarnieri, um poema de Catulo da Paixão Cearense, declamado por Rolando Boldrin, que realça seu tom de limiar entre os universos clássico e popular.
A capa foi produzida por Elifas Andreato, designer gráfico e ilustrador brasileiro,  reconhecido por produzir inúmeras capas de discos de vinil nos anos 70, incluindo grandes nomes da Música Popular Brasileira, como Chico Buarque de Holanda, Elis Regina, Adoniran Barbosa, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Toquinho e Vinícius de Moraes.
O CD “Concerto de Choro” está disponível para venda no site paulinas.com.br, nas plataformas digitais Spotify, Deezer, iTunes e Google Play e nas Paulinas Livrarias de todo o Brasil.


Sobre os músicos
Toninho Carrasqueira
Flautista com vários CDs premiados e um histórico de centenas de apresentações por mais de 40 países, Antonio Carlos Carrasqueira é desses raros artistas que navegam livremente e com a mesma propriedade pelos universos erudito e popular, tradicional e contemporâneo. Elogiado pela crítica internacional, tocando a música de Bach, Mozart, Poulenc, Villa-Lobos, Guarnieri. Tem gravações dedicadas a Pixinguinha, Callado, Patápio Silva, Maurício Carrilho, Guinga e outros mestres da música popular brasileira, que são consideradas primorosas. Como membro do Quinteto Villa-Lobos, gravou quatorze CDs e dois DVDs e realizou centenas de apresentações didáticas para crianças da rede pública de ensino. Além de indicações ao Grammy, o Quinteto recebeu os prêmios Rival e Carlos Gomes, discernidos ao melhor grupo camerístico brasileiro, e a Comenda do Barão do Rio Branco, pelos serviços prestados à música brasileira.
Doutor em Artes pela Universidade de São Paulo, onde é professor, graduou-se pelo Conservatoire National de Versailles e pela École Normale de Musique de Paris. Aprendeu sua arte com o pai, João Dias Carrasqueira, e com mestres como Roger Bourdin, Christian Lardé, Fernand Caratgé e James Galway. É presença constante nos palcos e estúdios de gravação à frente de algumas das principais orquestras sinfônicas e ao lado de artistas de variadas tendências estéticas, como Heloisa Fernandes, Quarteto de Brasília, Flo Menezes, Maurício Carrilho, Egberto Gismonti, Nailor Proveta, Ivan Vilela, Marco Pereira, Marlui Miranda e Gabriel Levy, entre outros.

Edmilson Capelupi
Músico autodidata, Edmilson Capelupi foi influenciado desde cedo pelo pai, Haroldo Capelupi, músico chorão, e pelas rodas de choro. A partir daí desenvolveu o gosto pela música brasileira, mais especificamente pelo choro e sua sonoridade. Além de tocar violão de seis cordas, viola e cavaquinho, especializou-se no violão de sete cordas.
Atua como músico, compositor, arranjador e produtor musical. No mercado publicitário e fonográfico, desenvolve trabalhos como músico e arranjador em trilhas para rádio e televisão. Participou dos filmes “Cidade de Deus”, “Não por acaso”, “Cidade dos homens” e “Dois córregos”, da minissérie “Filhos do carnaval” (HBO) e da produção de CDs em diversos trabalhos de grandes nomes da MPB e instrumentais, entre eles os CDs do grupo Papo de Anjo, do qual faz parte. Recebeu o Prêmio da Música Brasileira com o CD “Alma cabocla” na categoria regional em 2010.
Acompanhou em shows inúmeros artistas, como Beth Carvalho, Zizi Possi, Nana Caymmi, Paulinho da Viola, MPB 4, Dona Ivone Lara, Zé Renato, Hermínio Bello de Carvalho, Jair Oliveira, Luciana Mello, Heraldo do Monte e Izaias do Bandolim, entre outros.
Atualmente, é professor de violão de sete cordas da EMESP, diretor musical de Antonio Nóbrega e integrante do grupo Papo de Anjo e participa do programa Sr. Brasil, da TV Cultura.

Guilherme Sparrapan
Formado em Regência pela Universidade de São Paulo, Guilherme Sparrapan começou seus estudos musicais com o violão popular de choro e violão erudito. Ainda jovem tornou-se integrante do Regional Cordas Vivas, com o qual gravou dois CDs ao vivo, tocando violão de sete cordas.
Enquanto cursava Música (bacharelado em Regência) na Unicamp, foi regente assistente e arquivista da Sinfônica Jovem de Campinas-SP.
Em 2005 ingressou no curso de Música da ECA-USP, em São Paulo, sob a orientação do Maestro Aylton Escobar. Participou dos cursos de Regência Orquestral do 26º e do 28º Festival de Música Londrina, do 7º Festival Música nas Montanhas de Poços de Caldas e da 25ª Oficina de Música de Curitiba, tendo aulas com Daisuke Soga (Japão) e Oswaldo Ferreira (Portugal), entre outros.
Como violonista, foi premiado no VI Prêmio Nabor Pires Camargo e, como arranjador e intérprete, recebeu menção honrosa no 15º Prêmio Nascente e primeiro lugar no 18º Prêmio Nascente na categoria Música Popular. Durante dois anos e meio foi regente assistente da Orquestra de Câmara da USP, OCAM, sob a orientação do Maestro Gil Jardim. Atualmente, é pesquisador e estudioso da música brasileira, arranjador e instrumentista.

Contato para imprensa
Luciana Sales
Tel.: (11) 5081-9333  imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Cassiano Menke estreia na Paulinas-COMEP com álbum “Decididamente”
“Decididamente” é fruto de uma determinação de Cassiano Menke de colocar os talentos musicais a serviço do Reino de Deus. Este é o primeiro álbum do cantor e compositor e está entre os lançamentos de 2019 da gravadora Paulinas-COMEP.

Alencastro comemora seus 40 anos de carreira com CD de músicas do padre Zezinho
O CD “Alencastro interpreta Pe. Zezinho, scj” é uma superprodução do artista, em conjunto com a gravadora Paulinas-COMEP, que contou com os arranjos de Tutuca Borba, maestro e arranjador do cantor Roberto Carlos, e backing vocals das Cantores de Deus.

CD “Maria passa na frente – Novena, terço e canções”
O CD “Maria passa na frente – Novena, terço e canções” é uma oportunidade de rezarmos juntos, pedindo não só por nossas necessidades particulares, mas por todas as pessoas que enfrentam situações difíceis nas diversas áreas da vida.

CD “Eis-me aqui, Senhor”
Corais da Arquidiocese de Campinas e do Pateo do Collegio se unem para interpretar os louvores de Marco Frisina em CD inédito.

Amigos do coração
A gravadora Paulinas-COMEP tem a alegria de apresentar um novo álbum musical: “Amigos do coração – Pe. Zezinho, scj, e Dehonianos em canção”. Trata-se de um álbum celebrativo da Congregação dos Dehonianos, sacerdotes e irmãos do Sagrado Coração de Jesus.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados