BUSCA

“Missa de São Paulo Apóstolo e Missionário”: cantos para celebrações votivas ao santo e de envio missionário

Data de publicação: 15/06/2020

imprimir

Trailer



“Paulo, Apóstolo de Jesus Cristo por vontade de Deus”. É com esta definição de si próprio que São Paulo inicia a grande maioria de suas cartas. De fato, Paulo não fez parte do grupo dos discípulos que conviveram com Jesus, mas foi chamado por Ele para anunciar o seu Evangelho a todos os povos. Assim, o que era perseguidor do Caminho, do qual faziam parte os seguidores de Jesus, tornou-se, pela graça de Deus, discípulo de Jesus Cristo e grande Apóstolo de todos os povos.

            A gravadora Paulinas-COMEP, que carrega em seu nome a herança de São Paulo, lança o EP Missa de São Paulo Apóstolo e Missionário (https://bit.ly/MissadeSaoPauloApostoloeMissionario-PlataformasDigitais).  Um álbum que carrega algumas motivações:

 

-       O Apóstolo Paulo não é um santo popular nem um “santo de milagres”, mas foi o grande anunciador e divulgador da mensagem de Jesus. Suas viagens missionárias, as comunidades que fundou e formou e os povos que visitou levando o Evangelho de Jesus, convertendo e conquistando muitas pessoas para o seguimento de Jesus, testemunham esta verdade;

-       Seu encontro com Jesus, no Caminho de Damasco, foi uma experiência profunda que mudou radicalmente sua vida;

-       Tornou-se o apóstolo missionário por vontade de Deus; enfrentou perseguições, naufrágios, torturas e prisões; mas nunca deixou de cumprir a missão para a qual foi chamado.

 

São estas vivências que o compositor J. Thomaz Filho, já conhecido por suas inúmeras e belíssimas composições, em parceria com Frei Fabretti, colocou nas canções do EP. Assim, o Missa de São Paulo Apóstolo e Missionário traz uma delicada e profunda poesia e melodias que nos envolvem de forma celebrativa, orante e desafiadora. Desafiadora sim, porque a vida e o testemunho de Paulo provocam o nosso jeito de crer, de sermos cristãos, como seguidores de Jesus Cristo no hoje da nossa história.

O EP traz seis canções para serem executadas nas Missas votivas a São Paulo e também em outras celebrações, como no mês missionário, celebrações de envio etc. Algumas sugestões:

 

-       “A luz que se acende”, como canto de entrada;

-       ”Aleluia! Ouvir, testemunhar!” para a aclamação ao Evangelho;

-       Como canto de ofertório, “A oferta que trazemos”;

-       “Nas mãos do Senhor”, uma proposta de canto de Comunhão;

-       Como canto final das Missas, “No cultivo do Reino”;

-       Além do hino que exalta a ação de Jesus Cristo na pessoa de Paulo, tornando-o “Um fruto madurado”.

 

Os arranjos instrumentais e teclados são do Maestro Luiz A. Karam; violões e guitarras de Maercio Lopes; e a interpretação vocal de Ir. Ana Paula Ramalho, fsp, Andréia Zanardi (Cantores de Deus), Ir. Daiane Abreu, fsp, Marcelo Mattos e Vinícius Loyola.

O EP está disponível em todas as plataformas digitais de música, inclusive na versão playback (https://bit.ly/MissadeSaoPauloApostoloeMissionario-Playback). As partituras estão disponíveis aqui (https://bit.ly/MissadeSãoPauloApostoloeMissionario-Partituras) para ajudar os grupos de liturgia e de canto das comunidades.

 

Por Ir. Verônica Firmino, fsp

 

 



Fonte: sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Morre, vítima da Covid-19, o escritor indígena Ely Macuxi
Faleceu o escritor Ely Macuxi, defensor da educação indígena de qualidade e autor de Paulinas

Divina vontade: lançamento de Pe. Agnaldo José para iniciar 2021 nos desígnios do Pai
Com lançamento marcado para o dia 28/01 e clipe em 04/02, a canção foi inspirada em trechos bíblicos e na vida da Serva de Deus Luisa Piccarreta e teve participação do Ministério Excelsis.

Prepare-se para o novo tempo: Papa confirma o papel da mulher na Igreja oficializando o acesso das mulheres leigas ao serviço da Palavra e do altar.
O Papa oficializou o acesso de mulheres leigas ao serviço da Palavra e do Altar.

Vítima de feminicídio, a mártir Irmã Lindalva foi a primeira mulher brasileira a ser beatificada
Lindalva Justo de Oliveira é considerada mártir pela Igreja e, por isso, foi a primeira mulher beatificada no Brasil. Sua história retrata a violência contra a mulher no Brasil.

Cuidas de mim: o nosso pedido para 2021 no novo single de Jô D'Melo
O cantor lança, neste começo de ano, o single e clipe da canção que expressa o clamor para que o Senhor ampare a humanidade em todas as circunstâncias atuais.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados