BUSCA

Sentir o Chamado: novo álbum das Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada

Data de publicação: 02/09/2020

imprimir

Trailer





“Sentir o chamado” é um convite para percebermos as maravilhas de Deus realizadas em nossas vidas, sobretudo na vida de mulheres consagradas ao seu serviço. É um convite àquelas pessoas, principalmente jovens que     sentem em seu coração o chamado, mas, muitas vezes, são tomados pelo medo ou pela vergonha de dizer “sim” a Deus e de se colocarem no seguimento de Jesus.

Lançado em agosto,  mês vocacional, o single é um presente das Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada (PMMI), Pe. Zezinho, scj, produtor artístico e musical, e a Paulinas-COMEP nos presenteiam com o precioso álbum “Sentir o Chamado”.

São 14 canções das Irmãs PMMI em parceria com outros compositores, sendo 13 inéditas. Cantos que falam de temas marcantes ao coração dos vocacionados:

 

-       Vocação, chamado, consagração, amor de Deus e o louvor a Ele, como nas canções “Senti o chamado”; “Uma história a cumprir”; “Eis-me aqui”; “A Ti, ó meu Senhor e Deus; “Uma história a cumprir” e “Castelo interior”;

-       O “sim” de Maria que é exemplo para todos os consagrados, principalmente para as religiosas PMMI que trazem, no nome da congregação, “Maria Imaculada”. O exemplo da Virgem Maria é recordado nos cantos “As novas Bodas de Caná”; “Flores a minha Mãe”; “Ar e Terra”; “O meu espírito exulta (Magnificat)”;

-       Canções ainda de louvor e sobre a Eucaristia (“Vinde haurir da Eucaristia”);

-       E ainda uma versão do Salmo 44 (“À vossa direita”) e também uma homenagem a São José (“Deus transformou” e “Trabalhando em silêncio”).

 

Compõem o grupo as Irmãs Claudinéa Custódio, Edilaine Barbosa, Edy Faria, Fabiana Cândido, Lidiane Eufrásio, Neusa Palhão, Sebastiana de Andrade, que alternam entre solos, duetos e coro. São “vozes serenas e suaves”, como assim definiu Pe. Zezinho,scj, o idealizador e produtor musical e artístico do projeto.

Os arranjos instrumentais ficaram a cargo do Maestro Luiz A. Karam e teve a participação de Maércio Lopes nas guitarras e violões e, nos vocais, Ana Clara, Beto, Betinho e Tiago Amaral (Ir ao Povo), Andréia Zanardi e Karla Fioravante (Cantores de Deus) e Ir. Ana Paula Ramalho, fsp (Grupo Chamas). As gravações foram realizadas nos Estúdios Paulinas-COMEP por Alexandre Soares.

O ábum “Sentir o chamado” está disponível nas plataformas digitais: https://bit.ly/SentiroChamado-PlataformasDigitais

 

As Pequenas Missionárias de Maria Imaculada e uma grande missão

Uma missão que se dedica à pessoa humana em suas diversas situações e fases, seja no Brasil ou em países como Portugal, Itália e Moçambique.
            Fundada, em São José dos Campos, por Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, a congregação foi aprovada pelo Vaticano há 83 anos e é responsável hoje pela administração de cinco hospitais em cidades brasileiras que realizam cerca de 70 mil atendimentos por mês (São José dos Campos, Caraguatatuba, Belo Horizonte e Itajaí).
            A congregação conta ainda com residenciais para aproximadamente 200 idosos, centros de formação humana e religiosa, uma casa de acolhida para pacientes com câncer e um pensionato para moças. As religiosas atuam também na assistência a sacerdotes, em pastorais da saúde e em missões humanitárias na África e na Amazônia


A caminho da beatificação

A venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico encontra-se em processo de beatificação. Em abril de 2014, a fundadora das PMMI teve suas virtudes heróicas reconhecidas pelo Papa Francisco. Atualmente, um milagre atribuído à intercessão da fundadora está em análise no Vaticano. O próximo passo é a beatificação.
            Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico faleceu em 8 de janeiro de 1972, mas continua viva no coração das Irmãs Pequenas Missionárias. É a grande inspiração e força que as move.
            Sua presença pode ser percebida em cada gesto, atendimento, sorriso, palavras de conforto manifestados por meio das religiosas, colaboradores e médicos membros das obras sociais do instituto. Os restos mortais de Madre Maria Teresa estão depositados em uma urna na Capela da Imaculada, na sede do Instituto das Pequenas Missionárias, em São José dos Campos.

 Por Verônica Firmino, fsp

  Contato para imprensa
Luciana Sales
divulgacao@paulinas.com.br



Fonte: sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Sou mãe na pandemia. E agora?
Dicas para mães de primeira viagem que se viram em quarentena com filhos pequenos ou recém-nascido.

ARTIGO: As interpretações do coronavírus
João Décio Passas, autor (dentre outros) do livro A igreja em saída e a Casa Comum, faz uma análise do momento histórico que estamos vivendo, com uma pandemia que mudou nosso modo de pensar.

Um encontro de amor: o Evangelho da mulher pecadora em canção
A canção, inspirada no Evangelho da mulher que lavou e enxugou os pés de Jesus com o próprio cabelo (Lc 7, 36-50), representa todos aqueles que, apesar do seu pecado, não têm medo de se aproximar e pedir perdão ao Mestre.

Cordeiro Santo: a nova música de Adelso Freire
Uma música envolvente com um lyric vídeo espetacular. O lançamento de Adelso Freire e Paulinas-COMEP nos leva a exaltar o Cristo, o Cordeiro Santo de Deus.

Como surgiu a Via-Sacra? E reze a Via-Sacra da Solidariedade de Padre Zezinho, scj, e convidados
Uma bela prática muito comum na Igreja há alguns séculos. Tradicionalmente, é rezada às sextas-feiras, sobretudo durante a Quaresma e na Sexta-Feira Santa. Confira a “Via-Sacra da Solidariedade” como proposta para o tempo quaresmal.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados