BUSCA

Livro “Saber esperar” trabalha um tema necessário na pandemia: a paciência

Data de publicação: 06/04/2021

imprimir

Trailer



Livro “Saber esperar” trabalha um tema necessário na pandemia: a paciência

Obra da Paulinas mostra o equilíbrio entre a paciência e a impulsividade, tão necessário quando nossa vida está em suspenso

 Estamos esperando para voltar a trabalhar ou estudar normalmente. Estamos esperando para encontrar e confraternizar com nossos familiares e amigos. Estamos esperando para viajar, assistir a um show ou a uma partida de futebol. Estamos esperando pela vacina contra a Covid-19. Esperar tornou-se um verbo mais que presente em nossa vida, e a Paulinas Editora lançou um livro que fala sobre o equilíbrio entre a espera e a impulsividade: Saber esperar, do especialista italiano em Ciências Cognitivas Fabio Paglieri.

 O livro fala sobre a nossa relação com o tempo com base em estudos de Filosofia, Psicologia, Economia e Sociologia, entre outros, com estratégias apresentadas pelo autor para se encontrar o correto equilíbrio entre a satisfação imediata e o autocontrole.

 Questões interessantes são abordadas na obra, como estudos que mostram que os ocidentais são menos pacientes que os orientais (sem generalização, é claro) ou que a cultura e a religião nos tornam seres mais pacientes. O livro Saber esperar já está disponível em toda a rede Paulinas de Livrarias, no site paulinas.com.br ou pelo televendas 0800 70 100 81.

 Sobre o autor:

FABIO PAGLIERI é pesquisador do Instituto de Ciências e Tecnologia da Cognição do Conselho Nacional de Pesquisas de Roma (Itália), da Associação Italiana de Ciências Cognitivas e do Comitê Diretor da Conferência Europeia sobre Argumentação. Editor-chefe da Topoi: An International Review of Philosophy, a principal revista italiana de Ciência Cognitiva e Inteligência Artificial.

 Sobre Paulinas:

Referência de qualidade, ética e respeito pela diversidade cultural, Paulinas Editora está presente no Brasil desde 1931 e, ao longo de sua trajetória, vem sendo reconhecida por sua atuação com inúmeras premiações, com destaque para oito Prêmios Jabuti – o mais importante prêmio literário do País, conferido pela Câmara Brasileira do Livro –, e com participação em feiras literárias internacionais. Assume como valores em sua ação: Alegria em servir; Amor à missão; Colaboração e criatividade; Comunhão e participação; Espiritualidade; Harmonia e beleza; Ética e responsabilidade social.

 
 

Contato para imprensa : Marco ASA | Tel.: (11) 5081-9333 | WhatsApp: (13) 99765-3731 | imprensa@paulinas.com.br



Fonte: sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

De excluído a agente transformador - uma trajetória possível
A eficácia de um trabalho da Pastoral da Criança em prol da diminuição do analfabetismo em comunidades carentes da periferia de Recife levou Padre Bruno Carneiro Lira a escrever este livro, que traz subsídios e sugestões para que experiências como essa se

A arte como porta-voz da natureza em agonia
O artista polonês Frans Krajcberg é um inconformado com os crimes ecológicos. Transformar em arte a natureza morta é a forma que encontrou para defender a natureza. Seja em quadros-objeto ou fotografia, seu trabalho retratando a destruição da natureza pel

Pais-professores: sem culpa ao escolher a escola para os filhos
Que tipo de escola os pais que ensinam em escolas públicas escolhem para seus filhos? Por que rejeitam para seus filhos a rede de ensino na qual trabalham? Retrato sem retoques de nossa realidade educacional, esta obra traça um perfil dos problemas enfren

A chama, o chamado, um canto à diversidade
Um som pontuado de simplicidade, de culturas regionais, das boas coisas de nossa terra, ao ritmo do baião, do afoxé, do maracatu, misturando acordeom, metais, sopro, cordas e muita percussão. É Zé Vicente nos brindando de novo com rimas que falam de paz,

A palavra levantando poeira
Fruto de um processo quase sempre meditativo, o haicai é um gênero literário de origem japonesa que procura dizer o máximo com o mínimo de palavras. Aqui, Jorge Fernando dos Santos procura exercitar o haicai com a aguçada percepção de um arqueiro que obse

Início Anterior 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados