BUSCA

PAULINAS: 107 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO NO MUNDO

Data de publicação: 14/06/2022

imprimir

Trailer




As Irmãs Paulinas estão em festa. E motivos não faltam para isso. Completam, neste 15 de junho, 107 anos de presença evangelizadora no mundo.


Por acreditar nos dons naturais femininos de simpatia, inteligência, liderança e carinho – essenciais para a missão evangelizadora –, o padre italiano Tiago Alberione percebeu o lugar da mulher na linha de frente da evangelização. Era início do século XX – 1915, cidade de Alba, Itália. Ao lado da irmã Tecla Merlo, Alberione fundou a Congregação das Irmãs Paulinas, com uma missão audaz e profética para os tempos de outrora e imprescindível nesta segunda década do século XXI: anunciar o Evangelho com a comunicação, característica fundamentalmente humanizadora, e com as sempre novas tecnologias da comunicação de ontem e de hoje a serviço da vida.


Com 107 anos de fundação, a Paulinas atua em 52 países, nos 5 continentes, com o desafio de viver e colocar em prática a intuição e os ideais de padre Tiago Alberione e irmã Tecla Merlo, que estavam sintonizados com a complexa realidade da comunicação global e colocaram essa forma de anúncio a serviço do Evangelho. O Brasil foi o primeiro país a receber as Irmãs Paulinas fora da Itália. Isso ocorreu em 1931.


Como forma concreta do anúncio com a comunicação, a Congregação tem a Paulinas Editora, o primeiro dos segmentos que integram a ampla missão da instituição no Brasil. Possui um catálogo com cerca de dois mil títulos de livros, sendo reconhecida tanto nos meios eclesial e acadêmico quanto na sociedade. Consolida a marca entre as maiores editoras do país, publicando obras divididas em dezoito linhas editoriais, entre elas psicologia educacional e familiar, autoajuda, sociologia e filosofia, além de documentos da Igreja, biografias, teologia, espiritualidade, estudos acadêmicos e literatura infantil e juvenil. Aliás, em literatura infantojuvenil, a editora tem recebido vários prêmios Jabuti e vem conseguindo inserir títulos entre os altamente recomendados pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Além disso, já possui 200 títulos em e-books e audiolivros: https://ebookspaulinas.com.br/.

Porém, 107 anos de presença no mundo e 90 anos no Brasil dizem às intrépidas Irmãs Paulinas que é preciso coragem para apostar em coisas novas, mesmo em momentos de crise (como na pandemia). Por isso, acreditando no potencial do leitor brasileiro, a Paulinas lançou, em agosto de 2020, um novo selo: Saberes e Letras. 

Mais do que uma ideia, o selo Saberes e Letras já é uma realidade, gerando conteúdo nas redes sociais e, agora, com nove livros físicos: “A caixa”, “O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos”, “Amar”, “O divino livro proibido”, “Cabelindo”, “Elizabel e o Sabiá”, “Se eu pudesse nascer de novo…”, “Vocês viram a minha mãe?” e “Nos olhos de quem vê”. O Saberes e Letras é múltiplo. Abrigará livros diversos ligados aos temas da cultura, educação, comportamento, enfim, um selo abrangente, para quem quer conteúdo inteligente (http://www.sabereseletras.com.br/).


O Grupo Paulinas também é referência em comunicação em outros segmentos: produções fonográficas, por meio da gravadora Paulinas-COMEP (https://www.paulinas.org.br/comep/); cursos presenciais e EAD nas áreas de Catequese, Bíblia e Comunicação, da Paulinas Cursos (https://paulinascursos.com/); e uma ampla presença na mundo digital e redes sociais: Paulinas Brasil, Paulinas Editora e Irmãs Paulinas.



Desenvolve, ainda, uma ação social iniciada há 20 anos: o Centro Social Irmã Tecla Merlo, que apoia o desenvolvimento pessoal e social de crianças e adolescentes e suas famílias. Localizado no bairro do Grajaú, que possui um dos maiores índices de vulnerabilidade da cidade de São Paulo, oferece programas educacionais e profissionalizantes, além de cursos de artesanato que permitem às famílias aumentar a renda do lar (https://www.paulinas.org.br/acao_social/).

E conta também com uma rede de livrarias situadas nas capitais do Brasil (https://www.paulinas.com.br/), nas quais o leitor pode encontrar as obras e propostas evangelizadoras da Paulinas: a comunicação a serviço da vida!


Irmãs Paulinas: 107 anos de missão no mundo e 90 anos no Brasil, neste 15 de junho de 2022, doando a vida para que o Evangelho possa “correr e chegar às pessoas”. 


Siga-nos nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, YouTube): @paulinasbrasil


Ei, jovem, venha você também fazer parte desta história! Venha ser uma missionária da Palavra. Entre em contato conosco através das redes sociais.


Siga-nos nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, TikTok): @irmaspaulinas




Fonte: sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Paulinas lança livro-agenda em homenagem aos 80 anos de vida de Pe. Zezinho, scj
“No Caminho do Reino com Pe. Zezinho, scj” é um livro-agenda que apresenta conteúdos para encontros diários com Jesus.

Contemplando o passado, mas prontas para os desafios do futuro, as Irmãs Paulinas celebram os 90 anos de missão no Brasil
As irmãs Paulinas comemoram, em 2021, os 90 anos de caminhada no Brasil. Em 1931, desembarcou no Brasil a Irmã Dolores Baldi para começar a primeira incursão das Filhas de São Paulo fora do território italiano.

“Sangue Redentor”, o novo EP do cantor Alencastro
Mais do que uma produção musical, o álbum pretende ser um instrumento para que cada um clame a cura ao Senhor.

Selo Saberes e Letras é apresentado com foco na educação, cultura e literatura inteligente
Lançamento nacional do selo editorial Saberes e Letras.

Duas obras da Paulinas Editora são escolhidas para o Clube de Leitura dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU
Dois livros da Paulinas Editora (Sertão e Donana e Titonho) foram escolhidos para compôr o clube de leitura dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados