BUSCA

Uma mensageira dos céus sempre atual

Data de publicação: 10/05/2006

imprimir

Trailer



São Paulo, 10 de maio de 2006

O movimento apostólico da Divina Misericórdia, inspirado por irmã Faustina, reúne hoje milhões de pessoas de todo o mundo, entre congregações religiosas, instituições seculares, sacerdotes, confrarias, associações e muitas comunidades, que empreendem os encargos que o Senhor confiou a ela.

No dia 30 de abril de 2000, em plena celebração do Ano Santo do milênio, João Paulo II canonizou uma humilde freira polonesa, Helena Kowalska, que, em religião, recebeu o nome de Maria Faustina. Falecida aos 33 anos, se tornou conhecida pela visão que teve de Jesus misericordioso, tornando-se a anunciadora da misericórdia divina.

Na homilia da missa de canonização, o papa reconheceu que a missão de santa Faustina Kowalska, testemunha e mensageira da Misericórdia de Deus à humanidade, é muito atual nesta nossa época atormentada por tantos males, tanto ódio e tantas guerras. Dizia, então, João Paulo II: "Humilde filha da Polônia, grande mística que, nos sofrimentos da vida cotidiana, testemunhou alegremente, com oração e com obras, a mensagem da misericórdia divina e a projetou com amor para os homens e as mulheres do terceiro milênio".

Faustina nasceu em 25 de agosto de 1905, em Glogowiec. Foi batizada dois dias depois pelo reverendo Giuseppe Chodynski, na Igreja Paroquial de São Casimiro, em Swinice Warckie, perto de Lodz. Cresceu em uma casa pequena para abrigar os pais e os nove irmãos, mas que respirava um clima religioso. Sem dinheiro para o dote e para o enxoval, mal sabendo ler e escrever e com um temperamento alegre e resoluto, enfrentou a resistência da família e grandes dificuldades para ser aceita na vida religiosa. Ela própria conta que, à porta de um convento, interrogada sobre sua condição social, ouviu: "Aqui não se aceitam domésticas."

No convento, exerceu os ofícios mais humildes. Sua vida interior foi para ela fonte de grandes sofrimentos, mas se entregou totalmente ao Senhor e morreu com o reconhecimento de seus superiores e das irmãs que com ela conviveram em seus últimos anos.

O livro Faustina Kowalska - Mensageira da Divina Misericórdia, de Elena Bergadano, traz, além de trechos do diário da própria irmã Faustina, depoimentos de membros da família, das irmãs e de pessoas que conviveram com ela ou a conheceram. No apêndice, a obra traz a Carta Encíclica Dives in Misericórdia, de João Paulo II, a Novena, a Prece e a Ladainha da Divina Misericórdia, além de orações escritas por irmã Faustina e inspiradas em sua espiritualidade.


Título: Faustina Kowalska - Mensageira da Divina Misericórdia
Autora: Elena Bergadano
Coleção: Testemunhos de Santidade
Preço: R$ 13,80
Págs. 168
Formato: 13,5 x 20,0
Código: 50868-3
ISBN: 85-356-1668-3

Sala de imprensa
Editora Paulinas
Malu Delmira e J. Fátima Gonçalves
11-5081-9333 - 7203-8595
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

O rádio como apoio ao anúncio da Palavra
Este livro é um subsídio destinado a quem faz programas religiosos no rádio e deseja contribuir para que seus ouvintes conheçam melhor a Palavra de Deus.

A questão ambiental lado a lado com o progresso
O livro "A consciência ecológica na administração" se propõe a contribuir com empresas, poder público e todos os que se interessam pela preservação do meio ambiente, sem a necessidade de abrir mão do progresso.

Ver o mundo como uma gostosa brincadeira
Em "Badulaques e Traquitanas", a construção sutil de palavras e frases, em perfeita consonância e interatividade com as ilustrações do autor, permite ao jovem leitor a exploração de múltiplos significados.

A deficiência no cotidiano das crianças
Assim como entre várias espécies de flores ou de animais é possível observar características tão diferentes, também entre os seres humanos os traços étnicos ou biológicos identificam visualmente o quanto cada pessoa é única e especial - ou melhor, excepci

Até que a crise nos separe
Diante de tantas crises e da desilusão que parecem atingir tantos casais, ficam no ar as perguntas: O que aconteceu? Onde e quem cometeu o erro que destruiu os sonhos de um amor eterno? Muitas vezes, leva-se adiante uma relação por comodismo, hábito...

Início Anterior 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados