BUSCA

A revanche do sagrado: A fé instiga a ciência

Data de publicação: 06/02/2007

imprimir

Trailer



Mas, afinal, o que leva uma pessoa a ter fé?

As igrejas, até mesmo a católica, sempre encararam os milagres com uma medida insuperável de desconfiança. Elas próprias - teoricamente as mais interessadas - são como diques contra esses "fenômenos inexplicáveis". Os milagres causam estranheza, importunação; quem acredita neles tende a ser excluído socialmente. Para discutir e tentar entender o desafiador fenômeno da fé, a Editora Paulinas coloca em evidência dois livros:

A fé do povo
O autor, Orlando Espín, transporta a religião popular para o centro da discussão teológica. Com base em sua experiência pastoral, foi aos poucos elaborando uma compreensão bastante pessoal da herança religiosa latino-americana, que se conservou como expressão de uma cultura vencida e oprimida e, por isso mesmo, portadora de valores cristãos e religiosos geralmente desprezados pela cultura e pela teologia européia.

Espín insiste que as expressões de fé das pessoas comuns devem ser levadas a sério, encaradas como fonte de intuição, sabedoria e revelação de vida - e não apenas ou simplesmente como um problema catequético-pastoral, ou um fenômeno sociológico. Ele entende que no catolicismo popular latino estão contidos séculos da mais crucial reflexão cristã sobre o Evangelho e vida. "Destruir nossa fé é destruir nossas vidas. Depreciar a fé e a cultura de um povo não é simples erro teórico; no fundo é uma forma de genocídio", diz ele.

É possível acreditar em milagres?
Tanto quanto a fé, também os milagres merecem respeito e precisam ser redescobertos, pois são "provas sensíveis do amor de Deus", sinais da presença curativa divina, sinais que se apoderam da pessoa como um todo - alma e corpo - e a renovam. Esta é a tese do professor de Teologia Klaus Berger em É possível acreditar em milagres?. O autor, inclusive, arrisca: "talvez o futuro do cristianismo dependa da possibilidade de voltarmos a descobrir o charme dessas provas sensíveis do amor de Deus." O Novo Testamento está cheio de "sinais" desse tipo.

Mesmo em nossa sociedade, volta e meia nos deparamos com notícias sobre milagres. Aqui, Berger lança-se na tentativa de indicar a validade das formas míticas de percepção; o que vale não só para a época do Novo Testamento, mas também para os dias de hoje. Sua tese central consiste em dizer que se deve compreender milagres como "cura a partir do sagrado", e que, como tais, eles também podem ser atualizados. Seu estudo não resulta em uma oposição entre a concepção bíblica dos milagres e as modernas ciências da natureza. Vale a pena conferir.

Faça download das capas em alta qualidade

Livro: A Fé do povo
Autor: Orlando Espín
Editora: Paulinas
Coleção: Religião e cultura
Páginas: 320
Preço: R$ 9,80
Código: 9584-2

Livro: É possível acreditar em milagres?
Autor: Klaus Berger
Editora: Paulinas
Coleção: Bíblia e História
Páginas: 230
Preço: R$ 15,00
Código: 50420-3

Sala de Imprensa - Paulinas Editora
Malu Delmira, Ir. Sofia, fsp e J. Fátima Gonçalves
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
saladeimprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

O rádio como apoio ao anúncio da Palavra
Este livro é um subsídio destinado a quem faz programas religiosos no rádio e deseja contribuir para que seus ouvintes conheçam melhor a Palavra de Deus.

A questão ambiental lado a lado com o progresso
O livro "A consciência ecológica na administração" se propõe a contribuir com empresas, poder público e todos os que se interessam pela preservação do meio ambiente, sem a necessidade de abrir mão do progresso.

Ver o mundo como uma gostosa brincadeira
Em "Badulaques e Traquitanas", a construção sutil de palavras e frases, em perfeita consonância e interatividade com as ilustrações do autor, permite ao jovem leitor a exploração de múltiplos significados.

A deficiência no cotidiano das crianças
Assim como entre várias espécies de flores ou de animais é possível observar características tão diferentes, também entre os seres humanos os traços étnicos ou biológicos identificam visualmente o quanto cada pessoa é única e especial - ou melhor, excepci

Até que a crise nos separe
Diante de tantas crises e da desilusão que parecem atingir tantos casais, ficam no ar as perguntas: O que aconteceu? Onde e quem cometeu o erro que destruiu os sonhos de um amor eterno? Muitas vezes, leva-se adiante uma relação por comodismo, hábito...

Início Anterior 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados