BUSCA

Aparecida: de onde nasce nosso orgulho de ser brasileiro

Data de publicação: 03/10/2006

imprimir

Trailer



A imagem encontrada nas águas do Paraíba modificou a vida dos moradores de Itaguaçu e deu origem ao centro religioso mais importante do País.

Vale do Paraíba. 1717. Em uma dos lugares mais pobres da colônia, uma inútil labuta de três pescadores em busca de peixes e surge a estátua de Nossa Senhora da Conceição, carinhosamente chamada a Aparecida. O achado de Domingos Martins Garcia, João Alves e Felipe Pedroso se deu em um momento em que os habitantes do Vale do Paraíba ainda procuravam cicatrizar as feridas deixadas pela guerra dos Emboabas, mesmo período em que os brasileiros se rebelaram pela primeira vez contra a coroa portuguesa. A revolta ocorreu em decorrência da descoberta de ouro nas Gerais pelos bandeirantes paulistas: a exploração do minério foi liberada a todos, contrariando o que lhes fora prometido.

É nessa perspectiva histórica que o jornalista Luciano Ramos escreveu, pela Paulinas Editora, Aparecida - Senhora dos brasileiros. Ele destaca que a aparição se dá na mesma época em que surgiram as primeiras manifestações de um sentimento nativista brasileiro, - o povo deixou de se confundir com os portugueses que haviam tomado posse e colonizado o País. A partir dos fatos, os nativos se sentiram um outro povo, com interesses e sentimentos diferentes dos colonizadores portugueses. Identificaram-se com uma devoção particular: a crença simbolizada em uma imagem de cor escura e cultuada por gente humilde, que precisou lutar incansavelmente pelo simples direito de sobreviver.

Apesar de construída sobre acontecimentos rigorosamente documentados, boa parte da narrativa de Ramos é fictícia. Não resulta, entretanto, apenas da imaginação do autor, já que os personagens criados por ela se baseiam todos em tipos históricos verdadeiros que de fato existiram no tempo em que a imagem de Aparecida foi encontrada. Trata-se, portanto, de uma ficção radicalmente comprometida com a verdade histórica, criada com o objetivo principal de facilitar a compreensão dos fatos ocorridos na época.

A elaboração desta agradável narrativa só foi possível graças à perspectiva sociológica que o autor teve ao abordar o fato, sem, no entanto, deixar de enfatizar sua importância para o surgimento da religiosidade popular no Brasil e do sentimento nacionalista, ou seja da primeira afirmação da identidade nacional. Neste sentido, sua obra, além do interesse meramente religioso, lança uma luz sobre o ponto de vista sócio-histórico do acontecimento.


Título: Aparecida, Senhora dos brasileiros
A história de uma devoção na origem de um povo
Editora: Paulinas
Autor: Luciano Ramos
Preço: R$ 23,50
Páginas: 192
Código: 50540-4

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Malu Delmira, Ir. Sofia, fsp e J. Fátima Gonçalves
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

50 anos de Medellín
Equipe de autores lança, pela Paulinas Editora, uma obra que revisita o profetismo de Medellín.

Povos da floresta
“Povos da floresta – Cultura, resistência e esperança” traz a visão do Brasil de um ângulo que não costuma frequentar os grandes meios de comunicação.

Dia da Consciência Negra
Lembramos o Dia da Consciência Negra com uma coleção de livros que retratam a cultura do povo africano.

Naquele ano
Uma história emocionante, na qual a amizade verdadeira e o amor da família são o apoio e a ajuda nos momentos mais difíceis.

Deus desce
Paulinas Editora acaba de lançar o livro “Deus desce”, da autora Edicleia Tonete, fsp.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados