BUSCA

Desamor, excessos, falta de atenção: combustíveis para a agressão infantil

Data de publicação: 18/09/2006

imprimir

Trailer



Crianças colocadas sob a pressão de expectativas ou constantemente comparadas com outras tendem a sucumbir, tornando-se agressivas...

A raiva é um sentimento natural ao ser humano e as crianças não estão imunes a ela. Aliás, precisam dela. Mas o que fazer quando a raiva se transforma em agressão? Pode ser sintoma de algum problema, insatisfação, insegurança, medo... O comportamento agressivo em uma criança pode ser provocado ou reforçado pelos pais e educadores. Isso significa tratá-la de modo contraditório ou autoritário, dar muitas ordens, castigar injustamente ou com excessivo rigor, não lhe dar estímulos...

O pedagogo e professor Thomaz Kaiser reúne em Estou com raiva, não me deixe só uma série de exercícios práticos e de sugestões que permitem aos adultos reconhecer quais são as suas causas e identificar se a criança necessita de proximidade e atenção, se procura limites, se reage a agressões ou apenas está imitando os adultos, se simplesmente quer sentir-se a si mesma ou se quer afirmar-se num grupo.

A agressão, para muitas crianças, é o único combustível. Geralmente as que não encontram espaço ou possibilidade para se encaixarem de modo adequado em algum grupo muitas vezes desejam traçar seus limites por meio de comportamento agressivos, que são expressão de um conflito subconsciente.

Pais devem ajudar as crianças a encontrar palavras para seus sentimentos e a solucionar seus conflitos sozinhas. Kaiser sugere a adoção de critérios para apreciar as várias formas de agressividade. Evidencia, sempre por meio de exemplos, como orientar a agressividade própria e das crianças, alimentando a segurança e buscando, com criatividade, formas de contornar as manifestações mais indesejáveis.

O livro é recheado de experiências de comportamento agressivo, com propostas de soluções, questionários, sugestões de músicas, brincadeiras e jogos para cada faixa etária, histórias e viagens imaginárias.

Título: Estou com raiva, não me deixe só - Raiva e agressão: como posso ajudar meu filho
Autor: Thomas Kaiser
Editora: Paulinas
Coleção: Companheiros do desenvolvimento infantil
Formato: 17 x 23 cm
Preço: R$ 27,50

Sala de Imprensa
Malu Delmira, Ir. Sofia, fsp e J. Fátima Gonçalves
Tel: (11) 5081-9333
e-mail: imprensa@paulinas.org.br
www.paulinas.org.br/sala_imprensa


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Consciência negra se constrói com histórias e representatividade
No mês da consciência negra, a Paulinas apresenta uma série de livros inspirados e contatos do ponto de vista da África e dos africanos, contribuindo com a representatividade e com a auto-estima de afrodescendentes.

Burnout
A síndrome de 'Burnout' descreve o estado de exaustão intensa e prolongada da pessoa em relação ao seu trabalho. Entre eles, tem chamado atenção, pela sua frequência e gravidade, o complexo de desgosto, cansaço e desencanto que afeta muitos profissionais.

"Violência doméstica e familiar contra a mulher" - Um problema de toda a sociedade
Os artigos foram escritos por especialistas de diversas áreas que, a partir de sua experiência , buscam informar e orientar sobre como reconhecer um caso de violência doméstica e o que fazer.

O perfume da esperança
A obra narra a emocionante história de Paolo, um brasileiro adotado por uma família italiana, na busca por suas raízes.

Confessar... O quê? Por quê? Como?
Novo livro de padre Cleiton Viana convida você a refletir e compreender o sacramento da confissão.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados