BUSCA

O desafio de lidar com as diferenças em sala de aula

Data de publicação: 01/06/2006

imprimir

Trailer



Aqui, se fala de inclusão, de igualdade, de justiça social, de disciplina, de compreensão, de crença no ser humano. O aluno que chega "diferente" à sala de aula deve ser sempre encarado como um estímulo ao aprimoramento do professor.

Nada mais verdadeiro do que afirmar que todos somos diferentes. Nesse sentido, pode-se até dizer, sem pestanejar, que esse negócio de "igualdade" é papo de nazista. Na natureza, convive-se com a diferença. Em sociedade, também. No entanto, nas comunidades humanas as diferenças não são aceitas. Prefere-se viver e lidar com os iguais.

Talvez, por uma questão de comodidade, criam-se padrões de ser e de se comportar, onde os que fogem deles, em geral mais para baixo do que para cima, são discriminados, muitas vezes ridicularizados. Os que se tornam prejudiciais ou incômodos são excluídos, separados, punidos. Dentre todos, há os que não se importam e há os que sofrem com o tratamento.

Inclusão social na escola, de Antonio Feltrin, surgiu de uma situação em que a teoria e a prática pedagógicas não estavam se casando bem com a realidade de alguns alunos. Segundo o autor, quando uma teoria não se resolve, com outra se fica na mesma e com uma terceira as coisas pioram ainda mais... O que fazer? Por onde caminhar?

O desenvolvimento de sua proposta se dá em quatro capítulos. No primeiro, "Na sociedade se erra, na sociedade se paga", são feitas algumas considerações de ordem teórica e prática sobre a punição na sociedade. Diferenças causam grandes problemas sociais: a escola não foge ao modelo social, e nela, velada ou explicitamente, os alunos são punidos.

No segundo capítulo, há um pouco da teoria sobre a qual se baseia o ponto de vista do autor: a questão das diferenças que podem se tornar desigualdades, com suas graves conseqüências para o indivíduo e para a sociedade. Diante deste problema, o livro apresenta algumas possíveis soluções.

Já no terceiro capítulo, o autor procurou concretizar a diferença em sujeitos históricos e reais: "o Júnior, desatento, e o Rodrigo, indisciplinado". São episódios de histórias recentes que motivaram a escolha do tema deste livro.

O quarto e último capítulo traz algumas considerações sobre a viabilidade das soluções de hoje: disciplina, capacitação, inclusão, além de um feedback que professores e escola devem ter de seu trabalho. No entanto, ao final, o autor adverte que, solução definitiva, cada um vai ter que encontrar a adequada para cada caso. As teorias serão muito bem-vindas quando a elas estiver aliada "a pedagogia do dia-a-dia".

O leitor fará um tour pelo dia-a-dia da escola em uma companhia agradável, estimulante e por várias vezes poética. Trata-se de um livro sério, mas não sisudo, contendo a alma mesma de seu autor, com toda sua sensibilidade de educador engajado e comprometido com uma educação "como prática libertadora".

Inclusão social na escola - quando a pedagogia se encontra com a diferença
Autor: Antonio Efro Feltrin
Código: 50482-3
Coleção: Pedagogia e educação
Páginas: 168
Preço: R$ 19,80

Paulinas Editora
Sala de Imprensa
Malu Delmira e J. Fátima Gonçalves
11-5081-9333
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Burnout
A síndrome de 'Burnout' descreve o estado de exaustão intensa e prolongada da pessoa em relação ao seu trabalho. Entre eles, tem chamado atenção, pela sua frequência e gravidade, o complexo de desgosto, cansaço e desencanto que afeta muitos profissionais.

"Violência doméstica e familiar contra a mulher" - Um problema de toda a sociedade
Os artigos foram escritos por especialistas de diversas áreas que, a partir de sua experiência , buscam informar e orientar sobre como reconhecer um caso de violência doméstica e o que fazer.

O perfume da esperança
A obra narra a emocionante história de Paolo, um brasileiro adotado por uma família italiana, na busca por suas raízes.

Confessar... O quê? Por quê? Como?
Novo livro de padre Cleiton Viana convida você a refletir e compreender o sacramento da confissão.

É mamífero que fala, né?
Lançamento da Paulinas Editora, o livro chega às livrarias e lojas on-line com uma proposta inusitada: falar de aleitamento materno diretamente para as famílias, especialmente para as crianças, empregando uma linguagem carinhosa, cuidadosa e acessível.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados