BUSCA

A magia de aprender ensinando

Data de publicação: 27/06/2006

imprimir

Trailer



O que acontece quando um professor não consegue despertar o interesse nos alunos? E se esses alunos são bichos de estimação aparentemente interessados em aprender francês? Um garoto tenta ensinar, mas, que nada, seus alunos são relaxados e de interesse não têm nem um pouquinho. O que faltou a esse bem-intencionado professor?

Em tempos de globalização é importante saber mais de um idioma. Preocupado com essa realidade, um menino resolve ensinar seu gato siamês a falar francês. Para completar a turma, chama também outros bichos da vizinhança. Eles aprovam a idéia, se matriculam, mas eles não parecem lá muito interessados nas aulas: os peixes queriam apenas nadar; a tartaruga se escondia em sua carapaça - não participava, como se não tivesse graça; o poodle não parava quieto; e o gato persa dormia o tempo inteiro; o cachorro policial ficava rosnando para o pato, que, meio surdo, não prestava atenção.

O pato era desanimado
E meio surdo também,
A tudo que era ensinado
Repetia: quem, quem, quem?

O único que parecia ter futuro era o siamês, mas mesmo ele decepciona o professor e na hora do coquetel de formatura resolve tirar um cochilo, em vez de falar. Tamanha decepção leva o professor a procurar os motivos para tanto desinteresse pelo conhecimento. "Falta didática", adverte a mãe, aconselhando que o garoto mudasse a prática. Resultado: expulsão dos maus alunos...

Faltou pedagogia ou será falha do professor ou do aluno? Uma história para as crianças-professoras que brincam de escolinha e para professoras-crianças que acreditam na magia de ensinar.

Ensinei meu gato a falar francês
Autor: Sérgio Vieira Brandão
Ilustrador: Fê
Coleção: Esconde-esconde
Páginas: 16
Preço: R$ 18,90
Formato: 20 x 28 cm
Código: 50994-9
ISBN: 85-356-1795-7

Paulinas Editora
Sala de Imprensa
Malu Delmira e J.Fátima Gonçalves
11-5081-9333
imprensa@paulinas.org.br
www.paulinas.org.br/sala_imprensa


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Dorina Nowill: graça, sabedoria e humor na Bienal
Claudia Cotes, Dorina Nowill, personagem do livro "Dorina Viu", e a escritora Elizete Lisboa estiveram presentes no estande de Paulinas na Bienal para receber os visitantes e discutir a questão da inclusão social e educacional dos deficientes visuais, no

Um pouco da magia da Amazônia no estande da Paulinas
O escritor José Arrabal compareceu ao estande de Paulinas na Bienal na tarde do úlimo dia 12 para uma sesão de autógrafos do livro "Cacuí - o curumim encantado", que conta a aventura do pequeno índio em uma aldeia perdida nas matas às margens do Rio Negro

Chapeuzinho em formas e cores
Bia Villela recbeu imprensa e visitantes no estande de Paulinas na Bienal para autógrafos de O Chapeuzinho Vermelho. O livro traz os mesmos personagens, o mesmo enredo do famoso clássico infantil dos Irmãos Grimm. Recebe, porém, formas, traços, cores e ti

Um futuro que só depende da gente
Um mundo mais humano e habitável não tem que ser um projeto de longo prazo. Ele pode ser construído aos poucos, com pequenas atitudes no nosso cotidiano, como não sujar a rua, não desperdiçar água, plantar árvores, distribuir sorrisos...

Desvendando o fenômeno religioso
Diante da carência de material e de publicações acadêmicas qualificadas no assunto, Paulinas lança a coleção Temas do Ensino Religioso, abordando grandes temáticas da Ciência das Religiões.

Início Anterior 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados