BUSCA

Pode ouvir que vale a pena!

Data de publicação: 16/06/2006

imprimir

Trailer



"Queremos fazer pensar os cristãos e as pessoas fora da Igreja, mostrar-lhes que todos nascemos para algo mais, que é possível ser moderno com valores, independentemente da religião ou da falta dela."

Brasília sempre foi considerado um celeiro quando o assunto é música popular brasileira. E é de lá uma das mais recentes novidades: a Banda Shemah!, palavra em hebraico que quer dizer "escuta", "ouve". Formada por sete jovens com idades entre 23 e 28 anos, ela se lançou a um desafio que não é dos menores: quer falar de Deus, de amor, de esperança, de paz, sutil ou declaradamente, principalmente ao público secular; temperar os versos com a musicalidade típica dos brasileiros, de forma a atingir em cheio especialmente os jovens e adolescentes, sem todavia, ser tachada de "mais uma banda de MPB". A banda Shemah!, que lança o CD homônimo pela Paulinas-COMEP traz propostas diferentes dos trabalhos já existentes no meio religioso e também no meio secular.

O grupo iniciou trajetória no final de 1998, quando foi convidado a fazer os arranjos de uma coletânea das melhores músicas do festival do Movimento Escalada, da Arquidiocese de Brasília. "Surgimos na Igreja, sim, somos pessoas de vivência na fé, buscamos a intimidade com Deus... Queremos fazer pensar os cristãos e as pessoas que estão fora da Igreja, mostrar-lhes que todos nascemos para algo mais, que é possível ser moderno com valores, independentemente da religião ou da falta dela. A mensagem de vida, amor e misericórdia de Deus precisa estar mais acessíveis ao meio secular", explica a cantora e compositora Letícia Castro.

Ela acredita que nada melhor do que a arte para provocar nas pessoas uma vontade de agir diferente, de assumir posturas segundo o que dizem acreditar, de prestar atenção em coisas que passam batidas. O CD Shemah! é a síntese dessa proposta. Num tempo de tantas discórdias, as músicas chamam a atenção para o amor. Embora Letícia seja a titular de grande parte das composições, todos discutem o conteúdo, a filosofia das mensagens. O resultado são letras profundas em uma fusão de black music, rock, jazz, MPB, música erudita e até canto coral com arranjos a cinco vozes e combinações ousadas, como a guitarra e flauta, vocais com rock...

Paulo Santos, o Paulão, um dos fundadores da banda ao lado de Letícia Castro, provou porque é chamado "mestre das harmonias". Definiu a sonoridade com inusitados arranjos vocais e harmonias. O clássico de Gonzaguinha "O que é, o que é", por exemplo, ganhou nova e criativa roupagem do guitarrista e vocalista e tornou-se um dos grandes destaques deste CD. A flautista e vocalista Marina kohlsdorf conferiu ao instrumento um "caráter de percussão", muito mais que melódico, resultando em uma sonoridade ímpar. Completam o time Tiago Cardoso, nos violões e vocal; David Reis, no teclado, piano e vocal; Nando Lima, no baixo; e Cláudio Lemos, na bateria; Para a gravação da bateria, a banda contou com Giba Favery, músico convidado. Todos, a seu estilo, tornam este CD único, diferente, inédito. Escuta! Ouve! Vale a pena!

Informações
Paulinas-COMEP
11-5081-9333


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

"Em Santidade", terceiro álbum do Ministério Adoração e Vida, chega ao mercado
Com doze músicas inteiramente inéditas "Em Santidade" tem em comum: louvar e adorar a Deus, e também inova pela diversidade de compositores e participações especiais.

Marquinho & Gilbert interpretam Pe. Zezinho, scj, ao som de piano e sax
A dupla de instrumentistas está de volta com o quarto álbum e dessa vez, interpretam 12 sucessos de Pe. Zezinho, um dos pioneiros na composição de música mensagem no Brasil.

ElectroCristo lança "Saint of the Saints"
Terceiro trabalho dos DJ's do ElectroCristo traz novidades na produção, som e música e quer atingir também público internacional.

"Bendito seja", terceiro álbum de Ítalo Villar, chega ao mercado
O título diz tudo: músicas que falam dos acontecimentos da vida, falam de esperança e, especialmente, destaca a presença constante de Deus na luta do dia a dia.

No Ano Jubilar de Paulinas-COMEP Pe. Zezinho, scj é indicado ao Grammy Latino da Música Cristã
São 50 anos da gravadora Paulinas-COMEP, cuja trajetória se confunde com a própria história da música popular no Brasil e na América Latina e que tem Padre Zezinho, scj, um dos ícones da música católica e agora, indicado ao Grammy Latino...

Início Anterior 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados