BUSCA

Os Salmos da Misericórdia

Data de publicação: 18/12/2015

imprimir

Trailer




“Tem piedade de mim, ó Deus, conforme a tua misericórdia! Por tua infinita compaixão, apaga a minha culpa.” Salmo 51-3

Nesta obra, elaborada pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização e editada pela Paulinas e pela Paulus, os Salmos podem ser considerados um importante instrumento pastoral para ajudar a oração e reflexão dos peregrinos. Para o presidente do conselho Rino Fisichella, o nascimento e a morte, o sofrimento da doença, a dor do abandono, a guerra, a paz, a solidão e a procura de Deus, todos os aspectos da experiência pessoal se espelham nos Salmos.

O livro, elaborado especialmente para o Ano da Misericórdia, traz dez Salmos da Misericórdia: 25, 41, 42, 43, 51, 57, 92, 103, 119 e 136, todos seguidos de comentários e reflexões.


Fonte: sala de imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Jornalismo: informar é imprescindível; entreter é fundamental
Qual o segredo dos veículos bem-sucedidos na complexa tarefa de reter a atenção do leitor/receptor? O que este busca além da informação nos jornais impressos? Neste livro, a jornalista Fábia Angélica Dejavite investe na união da informação e do entretenim

O amor tem feito coisas...
O que pode acontecer quando uma bruxa feia, muito feia, se apaixona? E se a "vítima" dessa paixão enlouquecida for um lobo? Pernas para que te quero! Nunca se viu um lobo correr tanto! Mais do que engraçada, esta história mostra que o amor pode fazer o im

A magia das bruxas no desenvolvimento da criança
Por que Paulinas, uma editora religiosa, tem tantos livros infantis sobre bruxas? A resposta é simples: O conto de fadas apresenta à criança dilemas, dificuldades, obstáculos próprios da vida. Eliminar o mal nas histórias infantis é fingir que o lado escu

Ética também se aprende em sala de aula
Ética se aprende desde pequeno e a escola tem papel fundamental na disseminação de um valor que, infelizmente, anda esquecido por muitos de nós, adultos. Respeito mútuo, justiça, diálogo e solidariedade, ingredientes que norteiam a ética, ganham espaço no

Pensar a Criação como um jogo e deixar Deus mais perto de nós
Desde os primórdios o homem tenta entender a criação do mundo, saber de onde vem, para onde vai... São indagações que ganham mais e mais relevância e desafiam os especialistas em Religião. François Euvé sugere, aqui, que ousemos pensar como um jogo a cria

Início Anterior 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados