BUSCA

"A liturgia sem o silêncio é estéril, superficial, banal, vazia."

Data de publicação: 05/06/2006

imprimir

Trailer



"A liturgia sem o silêncio é estéril, superficial, banal, vazia."

As três horas programadas para o curso Comunicação na Liturgia foram insuficientes para responder ao grande interesse dos cerca de 80 participantes reunidos no auditório da Paulinas Livraria da Domingos de Morais, em São Paulo. A manhã do último sábado de maio, 27, transcorreu rápida, e a palestra do teólogo e filósofo Padre Agnaldo José avançou quase uma hora mais.

Dinâmica e leve, ela foi intercalada por músicas ao violão e teclado. Padre Agnaldo versou sobre o significado da liturgia e da comunicação, falou da importância dos símbolos e de como controlar o nervosismo de falar em público. Com o objetivo de enfatizar o papel da comunicação para uma liturgia mais eficaz, ele abordou em mais da metade da explanação as questões práticas em uma celebração - como o silêncio, o canto, a expressão corporal, o ambiente, a voz, a leitura em público e o microfone - e fez sugestões de exercícios práticos.

O teólogo enfatizou, ainda, a necessidade da preparação para a liturgia, para a leitura e proclamação dos textos bíblicos, para que a transmissão do conteúdo não seja algo mecânico, desprovido de emoção, de vida. Igualmente fundamental. em seu entender, é a decoração do espaço litúrgico. "Deve aliar organização, simplicidade e harmonia, com paramentos bem ordenados e condizentes com o tempo litúrgico, flores sempre frescas - nunca artificiais -, toalhas limpas e bem passadas etc."

Ponto alto da palestra foi a parte reservada à explanação sobre a importância do silêncio - nunca uma fuga ou alienação - que pode ser orante, celebrante e participativo. "A liturgia sem o silêncio é estéril, superficial, banal, vazio", concluiu.

Sala de imprensa
Paulinas Editora
Malu Delmira e J. Fátima Gonçalves
11-5081-9333 ou 7203-8595
imprensa@paulinas.org.br



Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Irmã Dulce será canonizada
Nesta semana, ganhou os noticiários a divulgação oficial da data de canonização de Irmã Dulce, a primeira santa nascida em solo brasileiro. A canonização ocorrerá no dia 13 de outubro deste ano, no Vaticano.

Na semana de Corpus Christi, música de Jonny Mendes ressalta o grande mistério da fé cristã
Para abrir a semana da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, celebrada na próxima quinta-feira, 20 de junho, a Paulinas-COMEP e o cantor e compositor Jonny Mendes lançam o clipe “Ele é o Pão da Vida”.

Artistas católicos e da MPB homenageiam Pe. Zezinho, scj
No dia 8 de junho, o show Amigos do Coração, realizado no Conventinho de Taubaté (SP), dos religiosos Dehonianos, homenageou os 78 anos de Pe. Zezinho, scj e recordou os 100 anos dos Dehonianos na cidade.

Sínodo da Amazônia recebe homenagem musical de compositor brasileiro
Com uma melodia característica da região amazônica e letra que visa alertar sobre as problemáticas do local, o compositor também teve o incentivo do bispo da prelazia, Dom Fernando Barbosa dos Santos, cm, que lhe confiou o documento preparatório do Sínodo

Paulinas e a Arquidiocese de São Paulo realizam evento para celebrar o 53º Dia Mundial das Comunicações Sociais
Na última quinta-feira (23/5), no Auditório Paulo Apóstolo, em São Paulo, aconteceu o encontro em comemoração do 53º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados