BUSCA

Ver o mundo como uma gostosa brincadeira

Data de publicação: 08/12/2005

imprimir

Trailer



São Paulo, 08 de dezembro de 2005

Ver o mundo como uma gostosa brincadeira

Em Badulaques e Traquitanas, a imaginação e as experiências do leitor interagem para estabelecer relações de sentido.

      A poesia e as brincadeiras com palavras de que fala o subtítulo do livro infanto-juvenil de José Carlos Aragão, Badulaques e Traquitanas, remetem ao sentido original da palavra grega "poiésis". Esta palavra na antiguidade clássica significou "produzir, fazer, criar" uma realidade diferente da histórica e factual. A poesia, neste período da história ocidental, tinha uma função social de educar, instruir ou orientar uma prática. No confronto entre o ser humano e o mundo a sua volta, no jogo interativo do culto, da corte amorosa, da competição, da cognição dos processos naturais, ou do humor, tem origem o poema. Dessa forma, é no processo criativo e inventivo das brincadeiras com palavras, ou seja, é no jogo verbal da construção sutil de frases que a criança também desenvolve formas originais de ver, perceber, interpretar e reinventar o mundo. Eis a proposta educativa do autor.
          Já o título "Badulaques e Traquitanas", ao mesmo tempo em que remete a coisas antigas, sem valor ou utilidade, a "quinquilharias" - e talvez justamente por isso -, também refere-se ao caráter de gratuidade, de ludismo, atualmente tão ausente dos métodos mais recentes de educação infantil. Assim, a construção sutil de palavras e frases, em perfeita consonância e interatividade com as ilustrações do autor, permite ao jovem leitor a exploração de múltiplos significados, a recriação sonora e semântica, através de trava-línguas, jogos de palavras e deslocamentos de pensamento e ação.
          É neste sentido que, segundo alguns teóricos da literatura, a poesia tende a chamar a atenção da criança para as surpresas que podem estar escondidas na língua que ela fala todos os dias. Dessa forma a poesia passa a ter, em sala de aula ou no processo educacional das crianças, o que T. S. Eliot chama de "a função de comunicar uma nova experiência, uma nova compreensão do que é familiar ou a expressão de algo que experimentamos e para o qual ainda não temos palavras", ou ainda não havíamos visto com o olhar de admiração, de desvelamento, de redescoberta.
          Mas não é só isso. O livro de Aragão também encontra respaldo para um trabalho educativo quanto a seu aspecto ilustrativo, uma vez que, a literatura para crianças, com obras marcadas pela presença de textos e imagens, é um desafio complexo. Aqui, a imaginação e as experiências do leitor interagem para estabelecer as relações de sentido. Texto e ilustração se complementam, se articulam para, juntamente, comporem um significado novo, o que resulta em diversas combinações semânticas possíveis.

Livro: Badulaques e Traquitanas - Alguma poesia e outras brincadeiras com palavras
Autor e ilustrador: José Carlos Aragão
Coleção: Livros Divertidos
Páginas:32
Preço: R$ 17,20

Paulinas Editora
Departamento de Comunicação
Malu Delmira e J. Fátima Gonçalves
imprensa@paulinas.com.br
Tel: (11) 5081-9333 / 7203-8595


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Doutrina Social da Igreja reivindica a união entre ética e política
Após cinco anos de reflexão, estudo e trabalho intelectual intenso, a Igreja Católica oferece "Compêndio da Doutrina Social da Igreja", elaborado pelo Pontifício Conselho Justiça e Paz.

O rádio como apoio ao anúncio da Palavra
Este livro é um subsídio destinado a quem faz programas religiosos no rádio e deseja contribuir para que seus ouvintes conheçam melhor a Palavra de Deus.

A questão ambiental lado a lado com o progresso
O livro "A consciência ecológica na administração" se propõe a contribuir com empresas, poder público e todos os que se interessam pela preservação do meio ambiente, sem a necessidade de abrir mão do progresso.

A deficiência no cotidiano das crianças
Assim como entre várias espécies de flores ou de animais é possível observar características tão diferentes, também entre os seres humanos os traços étnicos ou biológicos identificam visualmente o quanto cada pessoa é única e especial - ou melhor, excepci

Até que a crise nos separe
Diante de tantas crises e da desilusão que parecem atingir tantos casais, ficam no ar as perguntas: O que aconteceu? Onde e quem cometeu o erro que destruiu os sonhos de um amor eterno? Muitas vezes, leva-se adiante uma relação por comodismo, hábito...

Início Anterior 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados