BUSCA

Inclusão na literatura é tema de atração para crianças e professores na Bienal do Livro de São Paulo

Data de publicação: 25/08/2016

imprimir

Trailer



Escritora deficiente visual comanda bate-papo e sessão de autógrafos de livros com duas escritas, acessíveis a crianças cegas e com baixa visão



Na quinta-feira, 1º de setembro, Paulinas Editora traz a São Paulo, para a 24ª Bienal Internacional do Livro, a mineira Elizete Lisboa, que comanda o bate-papo “Inclusão na Literatura”, seguido de sessão de autógrafos. A escritora, que é deficiente visual desde que nasceu, possui diversos livros acessíveis, com duas escritas (à tinta e em braile), publicados por Paulinas.
Elizete recebeu o Prêmio FNLIJ Fernando Pini de Excelência Gráfica 2005 (Categoria Livros Infantis), pelo livro “Que será que a bruxa está lavando?”, e teve o livro “Firirim finfim” selecionado pelo MEC, Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE).
Professora, formada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Elizete luta por uma escola inclusiva, caracterizada pela diversidade na sala de aula, e convida leitores e visitantes da Bienal à reflexão sobre a literatura acessível.
Segundo dados do Censo Demográfico 2010, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil cegas e 6 milhões com baixa visão. Já no meio infantil, a Agência Internacional para a Prevenção de Cegueira, ligada à Organização Mundial da Saúde, estima que pelo menos 100 mil crianças brasileiras tenham alguma deficiência visual.
Com certeza, todas essas 100 mil crianças gostam de histórias. E toda história traz consigo inúmeras possibilidades de aprendizagem. Além de proporcionar diversão, o livro infantil tem o poder de formar valores e de emancipar as crianças. Com a literatura, os pequenos têm a oportunidade de desenvolver sua personalidade, seu potencial criativo e seu conhecimento cultural, enriquecendo sua existência por meio da imaginação.
Pensando nisso, Elizete Lisboa e Paulinas Editora fazem as mãozinhas e os olhinhos das crianças viajarem nas histórias de “A bruxa mais velha do mundo”, “Cadê a monstrinha?”, “Benquerer bem amar” e “Que será que a bruxa está lavando?”.
Os livros de Elizete Lisboa fazem parte da coleção Fazendo a Diferença, de Paulinas, dedicada a todas as crianças, incluindo as cegas e as com baixa visão. Todos os livros da coleção tratam de assuntos relacionados à inclusão social, à superação das limitações decorrentes da deficiência, à pluralidade cultural e, principalmente, ao respeito às diferenças.
 “A literatura infantil, sem dúvida, me ajudou e continua ainda me ajudando a ser mais feliz. Hoje o que eu desejo para todas as crianças é que elas cresçam protegidas por muito amor e protegidas também pelos livros, pelo hábito da leitura”, afirma Elizete Lisboa.
A maioria dos livros de Elizete publicados por Paulinas Editora tem ilustrações da artista plástica Maria José Boaventura (Marijô), que já recebeu muitos prêmios, inclusive o Prêmio Jabuti. E o grande diferencial dos livros da coleção Fazendo a Diferença é que as ilustrações também são em braile. Assim, as crianças cegas podem ver muito mais do mundo por meio de seus dedinhos.
A 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), ocorre entre 26 de agosto e 4 de setembro de 2016, no Anhembi, com o tema “Histórias em todos os sentidos”. Paulinas Editora está presente na Bienal do Livro desde sua 5ª edição, em 1976, sempre com novidades e atrações para diversos perfis de público.

Serviço:
Bate-papo “Inclusão na Literatura” e sessão de autógrafos com Elizete Lisboa, autora de livros com duas escritas
Onde: Estande M028 – Paulinas Editora (24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo – Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Pavilhão de Exposições do Anhembi).
Quando: quinta-feira, 1º de setembro, às 10h e às 14h.

Sobre a coleção Fazendo a Diferença:
A temática da coleção, publicada por Paulinas Editora, envolve uma grande diversidade de assuntos relacionados à inclusão social. O acesso à leitura, a superação das limitações decorrentes da deficiência, o respeito, a pluralidade cultural, entre outros temas, abrem um grande leque de saberes. “A bruxa mais velha do mundo” (Elizete Lisboa), “Sarita menina” (Cláudia Cotes), “O garoto da cadeira de rodas voadora” (Almir Correia), “Dança down” (Cláudia Cotes) e muitos outros são títulos da coleção.

Sobre Paulinas:
Paulinas Editora é parte integrante do projeto apostólico da Pia Sociedade Filhas de São Paulo, instituição religiosa católica fundada pelo padre Tiago Alberione, com a colaboração de irmã Tecla Merlo, na Itália, em 1915, com o objetivo de evangelizar na cultura da comunicação. Referência de qualidade, ética e respeito pela diversidade cultural e religiosa, Paulinas Editora está presente no Brasil desde 1931 e, ao longo de sua trajetória, vem sendo reconhecida por sua atuação com inúmeras premiações, com destaque para sete Prêmios Jabuti – o mais importante prêmio literário do país, conferido pela CBL. Diversas obras também receberam a menção “Altamente recomendável” ou indicações ao “Acervo básico”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), entre outras distinções conferidas por associações literárias nacionais e do exterior.

Informações para a imprensa:
Luciana Sabbag

imprensa@paulinas.com.br
Tel.: 11 5081-9333 (ramal 9473)
Cel.: 11 98408-4490 (WhatsApp)
Luciana Sales
divulgacao@paulinas.com.br
Tel.: 11 5081-9333 (ramal 9437)
Cel.: 11 99942-5487 (WhatsApp)


Fonte: Sala de Imprensa
Postado por: Sala de Imprensa



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Paulinas Editora marca presença na 1ª Bienal Virtual do Livro de SP
A Paulinas Editora, presente em todas as edições físicas da Bienal do Livro de São Paulo, marcará presença também na primeira edição virtual da Bienal, que acontece de 7 a 13 de dezembro.

Programas da Paulinas WebRádio chegam ao YouTube
Agora os ouvintes poderão ficar mais conectados à Paulinas WebRádio por meio do YouTube.

Mês da Bíblia na Paulinas
Ser amigo da Palavra é levar a Palavra de Deus a mais e mais pessoas. É presentear com uma Bíblia em todas as ocasiões. É ler a Bíblia para outras pessoas. Ser amigo da Palavra também é viver de acordo com os ensinamentos do Evangelho.

Troféu Louvemos o Senhor - Indicados Paulinas-COMEP
Mais uma edição do maior prêmio da música católica no Brasil acontecerá neste ano. No dia 30 de setembro, o público conhecerá os vencedores do Troféu Louvemos o Senhor e, no último dia 03 agosto, foi divulgada a lista dos indicados.

Pelo Sangue de Jesus: o novo single de Marília Mello
Com uma letra e melodia forte, o novo single de Marília Mello, "Pelo Sangue de Jesus", leva uma experiência profunda com Cristo, que derramou Seu sangue para salvar o mundo.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados