BUSCA

Frei Galvão: um gigante da Luz com jeito brasileiro

Data de publicação: 30/04/2007

imprimir

Trailer



Filho de família abastada e influente, Frei Galvão renunciou a um futuro promissor para, aos 21 anos, entrar definitivamente para o serviço da Igreja.

Por seu legado de ensinamentos e atitudes de perseverança, amor ao próximo, desprendimento, caridade e muitos milagres e graças, Frei Galvão continua presente na memória e no coração do povo brasileiro. Agora, finalmente tem reconhecida sua santidade e, no próximo dia 11 de maio, no Campo de Marte, em São Paulo, fugindo à praxe da Santa Sé, o Papa Bento XVI fará a cerimônia de canonização no próprio país de origem do santo. Em homenagem a esse momento único na história da Igreja do Brasil, Paulinas lança o CD Frei Galvão - O Primeiro Santo Brasileiro.

O CD traz a vida do Frei Galvão e detalhes de alguns dos seus numerosos milagres. Os relatos são entrecortados por três músicas: Primeiro Santo Brasileiro (letra e música de Ir. Verônica Firmino, fsp) e Santo Remédio e Gigante da Fé (ambos com letra e música de Kau Batalha). Por último, tem-se a novena da Santíssima Trindade para alcançar graças por intercessão do novo santo.

As músicas têm a participação do grupo Cantores de Deus e dos cantores Luiz Felipe (da Banda Vida Reluz) e Marcelo Matos. A narração é de Reynaldo de Lucca e Regina Bittar. Os textos foram revisados pela postuladora Irmã Célia Cadorin, da Congregação Irmãzinha da Imaculada Conceição, responsável pelo processo de canonização.

Filho de família influente, abastada, profundamente religiosa e conhecida por sua generosidade, Antônio de Sant'Anna Galvão nasceu em 1739, na cidade de Guaratinguetá, SP. Ingressou no Seminário dos Padres Jesuítas aos 13 anos, na Vila de Cachoeira, na Bahia.

Aos 21 anos, entrou na Ordem dos Franciscanos da Reforma de São Pedro de Alcântara, na Vila de Macacu, no Rio de Janeiro, onde foi ordenado sacerdote aos 11 de julho de 1762. Não demorou muito e foi mandado para o convento de São Francisco, em São Paulo. Em 1774, com Madre Helena Maria do Espírito Santo, fundou o Recolhimento de Nossa Senhora da Conceição da Divina Providência, o Mosteiro da Luz, na capital paulista.

Faleceu em 23 de dezembro de 1822, aos 83 anos, e foi declarado beato pelo papa João Paulo II em 8 de abril de 1997. Até hoje sua sepultura, na capela do mosteiro que ele próprio construiu em São Paulo, é visitada por multidões que lhe pedem graças e milagres e procuram as famosas e prodigiosas "Pílulas de Frei Galvão".

CD Frei Galvão - O Primeiro Santo Brasileiro
Paulinas-COMEP

Sala de Imprensa
Paulinas-COMEP
Léo Guimarães e Taís Gonzaléz
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
divulgação@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Guardiões do amor
Canções para celebrar o Amor em família

Uma Casa Iluminada por Jesus - Antonio Cardoso
Com um trabalho totalmente autoral, o cantor e compositor Antonio Cardoso lança "Uma Casa Iluminada por Jesus".

Mil vezes Aparecida - Pe. Zezinho,scj
Álbum traz de forma musical, toda a trajetória de fé e devoção a Nossa Senhora Aparecida, padre zezinho

Eucaristia, fonte de amor e vida
Álbum com diversos autores traz canções eucarísticas de amor e força

Aparecida - Canções de Amor e Fé
Álbum em comemoração aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora da Aparecida

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados