BUSCA

Organista José Luís de Aquino interpreta Furio Franceschini

Data de publicação: 16/06/2010

imprimir

Trailer



Álbum recoloca em destaque o "rei dos instrumentos", cuja sonoridade nos desvenda um mundo de beleza e mistério.

Dois grandes nomes da música paulistana estão juntos no mais novo CD de Paulinas-COMEP: José Luís de Aquino interpreta Furio Franceschini. José Luís de Aquino, um dos raros virtuoses do órgão em nosso País e renomado concertista inclusive no exterior, permite-nos apreciar algumas joias da composição organística de Furio Franceschini. Considerado o melhor organista brasileiro de seu tempo, o Maestro Franceschini nasceu em Roma em 1880, mas escolheu o Brasil como pátria e aqui viveu por 72 anos. Compôs cerca de 600 títulos, em grande parte música sacra, peças para canto e orquestra. Faleceu aos 96 anos, em São Paulo, em 1976.

Com a interpretação de Aquino, parte ao órgão da Basílica do Santíssimo Sacramento, em Buenos Aires, e parte ao órgão da Basílica de São Bento, Paulinas-COMEP consegue, neste álbum, recolocar no lugar merecido em nossa música este “rei dos instrumentos”, como Mozart o chamava, cuja sonoridade desvenda-nos um mundo de beleza e mistério.

O repertório traz “Fanfarra”, idealizada para o órgão da Catedral da Sé, em São Paulo. À semelhança das fanfarras outrora tocadas à entrada do Papa na Basílica de São Pedro, em Roma, esta peça destinava-se a acompanhar a entrada solene do cardeal de São Paulo na catedral. Em “Natal triste”, de caráter bem diferente da anterior, predomina a melodia suave e nostálgica. A “Sonata em Lá maior para grande órgão” é uma das obras de maior fôlego do autor e uma das grandes peças organísticas de sua época. “Pequeno trecho para o tempo de Natal” apresenta primícias de uma inventividade melódica rara de se encontrar até mesmo entre os mestres.

Furio compôs algumas peças às quais deu nomes de flores. De caráter bucólico, os tons coloridos das pequenas flores lhe sugeriram a composição “As Violetas”. Em “Flor-de-lis” (ou “Bluette”, ou “Fiordaliso”), o discurso melódico se desenvolve numa sucessão de amplas frases que parecem evocar a beleza daquele lírio que é a insígnia da nobreza da França: “flor-de-lis”.

O valor de “Fantasia sobre o tema gregoriano do Alleluia Pascal” é acrescido pela abundância com que Furio usou a matéria-prima recolhida da fonte inspiradora. A peça é, na verdade, resultado de um improviso seu ao órgão, no final da missa do Domingo da Páscoa de 1913, anotado pouco depois. Com esta peça, José Luís de Aquino iniciou seu concerto na Cathédrale Notre-Dame, de Paris, em 13 de julho de 2008. “Interlúdio”, andantino composto em 1923, é um minúsculo divertimento que, em página e meia, condensa beleza e engenho artístico. “Variações sobre os temas dos hinos a Nossa Senhora Aparecida”, composta em 1913, tece variações e modulações bem livres sobre os temas dos Hinos do conde José Vicente de Azevedo à Virgem de Aparecida, compostos em 1905.

José Luís de Aquino - Professor-doutor da Cadeira de Órgão da USP e organista titular nas cerimônias litúrgicas dos domingos às 10h do Mosteiro de São Bento. Foi discípulo do prof. Ângelo Camin, na Faculdade Santa Marcelina de Música, onde se bacharelou. Estudou também com Gertrud Mersiowsky, no Rio, e Mme. Suzanne Chaisemartin, em Paris. Por 15 anos, exerceu o magistério de órgão no Instituto de Artes da UNESP; como intérprete, recebeu da Associação Paulista de Críticos de Arte o “Prêmio Revelação”.

Furio Franceschini - Compositor, organista, regente de coros e orquestra, estudou em Roma, Paris e Solesmes e foi o primeiro a receber o título de Maestro pela Escola Superior de Música Sacra de Roma. Chegou ao Rio de Janeiro em 1904, mas mudou-se para São Paulo, onde viveu até os 96 anos. Recusou em duas ocasiões o convite para suceder seu professor Filippo Capocci como mestre-de-capela na Basílica de São João de Latrão, em Roma. Professor no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, fundou a cadeira de Análise Musical. Gregorianista, lecionou no Seminário de São Paulo (1908-1958) e foi mestre-de-capela da Catedral da Sé, na capital paulista (1908-1969). Por sua dedicação e méritos, recebeu duas comendas pontifícias. A pedido de Mário de Andrade, elaborou o projeto de criação do Coral Paulistano e Coral Lírico. Fundou a 1ª Escola Superior de Órgão (Santa Marcelina) e foi cofundador da Academia Brasileira de Música, com Heitor Villa-Lobos.

Título: José Luís de Aquino interpreta Furio Franceschini
Editora Musical: Paulinas-COMEP
Código: 124419

Sala de Imprensa
Paulinas-COMEP
Léo Guimarães, Roberta Molina e Taís González
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador



Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Sejamos Comunicação - Cantos celebrativos
Novo CD da Paulinas-Comep busca fazer da cultura da comunicação a cultura do encontro.

MAIS QUE VENCEDOR
EP do Ministério Adoração e Vida comemora os dez anos de trajetória do grupo.

Feliz Natal!
Lançamento da Paulinas-Comep busca alimentar a fé e a caridade e restaurar, assim, o verdadeiro sentido do Natal.

Bem-aventurados os misericordiosos
Novo CD da Paulinas-Comep traz versão em português do hino da Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016.

Quando te encontrei
Novo CD da Paulinas-Comep busca aproximar as pessoas do Deus que é Amor. Em sua missão de evangelização com a música, Pe. Ezequiel Dal Pozzo se dirige a todos, mas dedica especial atenção à formação das famílias para os valores cristãos.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados