BUSCA

A íntima união com Deus pela Imitação de Cristo

Data de publicação: 08/09/2009

imprimir

Trailer



É de bom conselho, nos tempos de fervor, meditar no que te pode acontecer quando te faltar a luz.

Presente nas mãos de todo católico até a metade do século passado, Imitação de Cristo é considerada a obra mais difundida da cristandade depois da Bíblia. Escrita provavelmente no século XV pelo monge holandês Thomas Hemerken (conhecido como Thomas à Kempis), traz uma coletânea de reflexões destinadas a alimentar a vida espiritual dos cristãos, em uma linguagem de incontestável fundo bíblico, mas igualmente herdeira do ensino espiritual que caracterizou desde suas origens o monaquismo cristão.

Lida muitas vezes como uma obra ascética, de viés moralista e até individualista, foi alvo de muitas críticas e parece hoje meio deixada de lado, diante da insistência na diversidade das espiritualidades no mundo contemporâneo. Atenta à sua importância, porém, Paulinas decide traduzi-la para o Português diretamente do latim, seguindo o texto da edição crítica Thomas à Kempis, De imitatione Christi (Edizione Critica a Tiburzio Lupo, SDB. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 1925). A tradução é do teólogo Francisco Catão.

Por se tratar de uma obra escrita provavelmente, no início do século XV, espelha as características da espiritualidade da época: mais psicológica que intelectual ou moral; considera a humanidade de Jesus e o chama de amigo, a quem se dirige de forma coloquial. “Hoje em dia, habituados que estamos a falar das coisas divinas à maneira das realidades humanas, cósmicas e sociais, temos dificuldade em entender a linguagem da Imitação, que é, antes de tudo, uma obra mística. Mas o tradutor não tem o direito de rejeitá-la”, justifica-se Catão. “Todos os grandes místicos, não apenas cristãos, recorreram a esse tipo de linguagem para dizer sua experiência.”

Catão dividiu a obra em quatro partes chamadas de Livro, subdivididas em pequenos capítulos: o primeiro traz conselhos para a vida espiritual; o segundo, uma exortação à vida interior; o terceiro, trata da consolação interior; e o quarto aborda o Sacramento da Eucaristia.


Título: Imitação de Cristo
Autor: Tomás de Kempis
Tradução: Francisco Catão
Editora: Paulinas
Formato: 9,0 x 13,0
Págs.: 584
Preço: R$ 17,20
Código: 514608
ISBN: 9788535623512

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Joana Fátima, Taís González e Roberta Molina
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Burnout
A síndrome de 'Burnout' descreve o estado de exaustão intensa e prolongada da pessoa em relação ao seu trabalho. Entre eles, tem chamado atenção, pela sua frequência e gravidade, o complexo de desgosto, cansaço e desencanto que afeta muitos profissionais.

"Violência doméstica e familiar contra a mulher" - Um problema de toda a sociedade
Os artigos foram escritos por especialistas de diversas áreas que, a partir de sua experiência , buscam informar e orientar sobre como reconhecer um caso de violência doméstica e o que fazer.

O perfume da esperança
A obra narra a emocionante história de Paolo, um brasileiro adotado por uma família italiana, na busca por suas raízes.

Confessar... O quê? Por quê? Como?
Novo livro de padre Cleiton Viana convida você a refletir e compreender o sacramento da confissão.

É mamífero que fala, né?
Lançamento da Paulinas Editora, o livro chega às livrarias e lojas on-line com uma proposta inusitada: falar de aleitamento materno diretamente para as famílias, especialmente para as crianças, empregando uma linguagem carinhosa, cuidadosa e acessível.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados