BUSCA

A íntima união com Deus pela Imitação de Cristo

Data de publicação: 08/09/2009

imprimir

Trailer



É de bom conselho, nos tempos de fervor, meditar no que te pode acontecer quando te faltar a luz.

Presente nas mãos de todo católico até a metade do século passado, Imitação de Cristo é considerada a obra mais difundida da cristandade depois da Bíblia. Escrita provavelmente no século XV pelo monge holandês Thomas Hemerken (conhecido como Thomas à Kempis), traz uma coletânea de reflexões destinadas a alimentar a vida espiritual dos cristãos, em uma linguagem de incontestável fundo bíblico, mas igualmente herdeira do ensino espiritual que caracterizou desde suas origens o monaquismo cristão.

Lida muitas vezes como uma obra ascética, de viés moralista e até individualista, foi alvo de muitas críticas e parece hoje meio deixada de lado, diante da insistência na diversidade das espiritualidades no mundo contemporâneo. Atenta à sua importância, porém, Paulinas decide traduzi-la para o Português diretamente do latim, seguindo o texto da edição crítica Thomas à Kempis, De imitatione Christi (Edizione Critica a Tiburzio Lupo, SDB. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 1925). A tradução é do teólogo Francisco Catão.

Por se tratar de uma obra escrita provavelmente, no início do século XV, espelha as características da espiritualidade da época: mais psicológica que intelectual ou moral; considera a humanidade de Jesus e o chama de amigo, a quem se dirige de forma coloquial. “Hoje em dia, habituados que estamos a falar das coisas divinas à maneira das realidades humanas, cósmicas e sociais, temos dificuldade em entender a linguagem da Imitação, que é, antes de tudo, uma obra mística. Mas o tradutor não tem o direito de rejeitá-la”, justifica-se Catão. “Todos os grandes místicos, não apenas cristãos, recorreram a esse tipo de linguagem para dizer sua experiência.”

Catão dividiu a obra em quatro partes chamadas de Livro, subdivididas em pequenos capítulos: o primeiro traz conselhos para a vida espiritual; o segundo, uma exortação à vida interior; o terceiro, trata da consolação interior; e o quarto aborda o Sacramento da Eucaristia.


Título: Imitação de Cristo
Autor: Tomás de Kempis
Tradução: Francisco Catão
Editora: Paulinas
Formato: 9,0 x 13,0
Págs.: 584
Preço: R$ 17,20
Código: 514608
ISBN: 9788535623512

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Joana Fátima, Taís González e Roberta Molina
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

Francisco – O caminho das flores
“Francisco – O caminho das flores” conta a história do santo dos pobres e padroeiro dos animais com ilustrações de traços suaves e cores vivas

Era uma vez dentro de nós
“Era uma vez dentro de nós” apresenta conteúdo útil e diferenciado para líderes e empreendedores

Amores que deram certo
Um dos sacerdotes mais renomados do país, padre José Fernandes de Oliveira, conhecido como Pe. Zezinho, scj, lança mais um livro pela Paulinas Editora.

Reconto que passa
“Reconto que passa” é o novo livro de Salizete Freire Soares publicado por Paulinas Editora

O canteiro do Pentateuco
Doutor belga Jean-Louis Ska lança livro sobre Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia.

Início Anterior 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados