BUSCA

A íntima união com Deus pela Imitação de Cristo

Data de publicação: 08/09/2009

imprimir

Trailer



É de bom conselho, nos tempos de fervor, meditar no que te pode acontecer quando te faltar a luz.

Presente nas mãos de todo católico até a metade do século passado, Imitação de Cristo é considerada a obra mais difundida da cristandade depois da Bíblia. Escrita provavelmente no século XV pelo monge holandês Thomas Hemerken (conhecido como Thomas à Kempis), traz uma coletânea de reflexões destinadas a alimentar a vida espiritual dos cristãos, em uma linguagem de incontestável fundo bíblico, mas igualmente herdeira do ensino espiritual que caracterizou desde suas origens o monaquismo cristão.

Lida muitas vezes como uma obra ascética, de viés moralista e até individualista, foi alvo de muitas críticas e parece hoje meio deixada de lado, diante da insistência na diversidade das espiritualidades no mundo contemporâneo. Atenta à sua importância, porém, Paulinas decide traduzi-la para o Português diretamente do latim, seguindo o texto da edição crítica Thomas à Kempis, De imitatione Christi (Edizione Critica a Tiburzio Lupo, SDB. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 1925). A tradução é do teólogo Francisco Catão.

Por se tratar de uma obra escrita provavelmente, no início do século XV, espelha as características da espiritualidade da época: mais psicológica que intelectual ou moral; considera a humanidade de Jesus e o chama de amigo, a quem se dirige de forma coloquial. “Hoje em dia, habituados que estamos a falar das coisas divinas à maneira das realidades humanas, cósmicas e sociais, temos dificuldade em entender a linguagem da Imitação, que é, antes de tudo, uma obra mística. Mas o tradutor não tem o direito de rejeitá-la”, justifica-se Catão. “Todos os grandes místicos, não apenas cristãos, recorreram a esse tipo de linguagem para dizer sua experiência.”

Catão dividiu a obra em quatro partes chamadas de Livro, subdivididas em pequenos capítulos: o primeiro traz conselhos para a vida espiritual; o segundo, uma exortação à vida interior; o terceiro, trata da consolação interior; e o quarto aborda o Sacramento da Eucaristia.


Título: Imitação de Cristo
Autor: Tomás de Kempis
Tradução: Francisco Catão
Editora: Paulinas
Formato: 9,0 x 13,0
Págs.: 584
Preço: R$ 17,20
Código: 514608
ISBN: 9788535623512

Sala de Imprensa
Paulinas Editora
Joana Fátima, Taís González e Roberta Molina
www.paulinas.org.br/sala_imprensa
imprensa@paulinas.com.br


Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador

Galeria de Imagens





Compartilhe este conteúdo:



Veja Também

O rádio como apoio ao anúncio da Palavra
Este livro é um subsídio destinado a quem faz programas religiosos no rádio e deseja contribuir para que seus ouvintes conheçam melhor a Palavra de Deus.

A questão ambiental lado a lado com o progresso
O livro "A consciência ecológica na administração" se propõe a contribuir com empresas, poder público e todos os que se interessam pela preservação do meio ambiente, sem a necessidade de abrir mão do progresso.

Ver o mundo como uma gostosa brincadeira
Em "Badulaques e Traquitanas", a construção sutil de palavras e frases, em perfeita consonância e interatividade com as ilustrações do autor, permite ao jovem leitor a exploração de múltiplos significados.

A deficiência no cotidiano das crianças
Assim como entre várias espécies de flores ou de animais é possível observar características tão diferentes, também entre os seres humanos os traços étnicos ou biológicos identificam visualmente o quanto cada pessoa é única e especial - ou melhor, excepci

Até que a crise nos separe
Diante de tantas crises e da desilusão que parecem atingir tantos casais, ficam no ar as perguntas: O que aconteceu? Onde e quem cometeu o erro que destruiu os sonhos de um amor eterno? Muitas vezes, leva-se adiante uma relação por comodismo, hábito...

Início Anterior 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados